Skip to content

Vacinação infantil contra a Covid-19 ajuda a evitar casos graves da doença

  • Home
  • Maceió
  • Vacinação infantil contra a Covid-19 ajuda a evitar casos graves da doença

Blog

Vacinação infantil contra a Covid-19 ajuda a evitar casos graves da doença

A vacinação é uma importante ferramenta de luta contra o vírus da Covid-19, que pode causar desde sintomas respiratórios leves a casos mais graves com internações e óbitos. Em Maceió, a população adulta apresentou uma boa adesão ao imunizante, tendo alcançado um índice de 71,80%.

As iniciativas da Prefeitura de Maceió para alcançar cada vez mais maceioenses ajudaram nesse cenário, como a descentralização da vacina em diversos pontos volantes como shoppings e praias, drive thrus, ônibus da vacina e programas itinerantes foram fundamentais para levar imunização para todas as partes da capital.

Porém, um público que ainda registra baixos índices de imunização são as crianças de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias). O imunizante, considerado seguro e eficaz, é fundamental para evitar agravamento de casos da doença. As mães que vacinaram seus filhos garantem que a decisão pela imunização é importante para a proteção dos seus filhos.

Katiúcia Melo é mãe de Maria Gabriela, de 6 anos, e José Isac, de 1 ano. Usuária dos serviços da Unidade de Saúde Durval Cortez, localizada no Prado, ela realiza todo o acompanhamento pediátrico de suas crianças no local.

Segundo a usuária, as cadernetas dos pequenos estão atualizadas e destaca que a inclusão da vacina da Covid-19 no calendário é muito importante. “Essa iniciativa ajuda na prevenção e controle do Covid. Eu como mãe digo que é necessário vacinar para evitar uma fase grave. à imunização irá deixar o corpo mais preparado, para não acontecer fatalidade. Mas precisamos maturar essa ideia, relacionada à idade, imunizar é segurança, precisamos, mesmo com medo”, finaliza.

Índices em Maceió

As crianças de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), durante toda a vigência da campanha, iniciada em 2023 para esse público, atingiu somente 1,94% de imunização completa. Destes, apenas 16,98%% tomaram a primeira dose e 8,48%% a segunda. A meta do Ministério da Saúde é vacinar, ao menos, 90% das crianças dessa idade, que corresponde a 52.023.

O médico infectologista do Pam Salgadinho, Renee Oliveira, destaca que as vacinas contra a Covid-19 são seguras e que os pais devem garantir a imunização das crianças. “Os imunizantes são seguros e amplamente testados para levar proteção às crianças. É preciso que os pais e responsáveis se conscientizem que essa é a melhor e mais eficaz forma de proteção”, explica.

Por Secom – Maceió

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também