Skip to content

Ufal comemora avaliação positiva de cursos de graduação nos três campi

  • Home
  • Alagoas
  • Ufal comemora avaliação positiva de cursos de graduação nos três campi

Blog

Ufal comemora avaliação positiva de cursos de graduação nos três campi

Durante este ano de 2014, nove cursos de graduação da Universidade Federal de Alagoas foram avaliados por especialistas do Ministério da Educação. Essas comissões de avaliadores externos são compostas por professores de Instituições de Ensino Superior, públicas e privadas, devidamente selecionados e capacitados para compor o Banco Nacional de Avaliadores do INEP/MEC. Foram avaliados seis cursos em processo de reconhecimento e dois em processo de renovação de reconhecimento.

A avaliação segue uma série de critérios estabelecidos pelo Inep/MEC para atribuir um conceito que vai de 0 a 5. Por isso, os resultados obtidos este ano foram considerados excelentes pelo pró-reitor de Graduação, Amauri Barros. “Tivemos seis cursos com conceitos 4, dois cursos com conceito 3 e apenas um curso com conceito 2. Desses 9 cursos, cinco são do Campus do Sertão, três deles com conceito 4; um do Campus Arapiraca, com conceito 4; e três do Campus A.C. Simões, dois deles com conceito 4”, informou o pró-reitor.

Segundo o pró-reitor, esse resultado positivo deve-se ao trabalho articulado de vários setores da Ufal, como Prograd, Pró-reitoria de Gestão Institucional, Superintendência de Infraestutura, Procuradoria Institucional, direções de Unidades Acadêmicas e dos campi, coordenações de cursos, com o apoio e acompanhamento permanente da Reitoria. “Para todos os cursos que passam por avaliação são feitas oficinas de capacitação com os colegiados de curso, com vistas ao conhecimento do instrumento de avaliação e das rotinas inerentes ao processos de visita in loco”, explica Amauri Barros, sobre a preparação que as unidades recebem para essa avaliação.

Antes das visitas das Comissões de Avaliadores do MEC, as coordenações de curso preenchem formulários eletrônicos, na plataforma e-MEC, detalhando as informações de cada curso nas três grandes dimensões que são objeto de avaliação: organização didático-pedagógica, que engloba projeto pedagógico e atividades Acadêmicas; corpo social, que são os docentes e técnicos; e infraestrutura, observando salas de aula e permanência, laboratórios, equipamentos, etc. “Esse resultado mostra o contínuo crescimento da Ufal em todas as dimensões avaliadas, especialmente na infraestrutura, e aponta no sentido do crescimento no Índice Geral de Cursos (IGC) da Ufal para o próximo ciclo avaliativo”, comemora o pró-reitor.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) é o responsável pelo sistema de avaliação de cursos superiores, subsidiando os processos de regulamentação conduzidos pelo MEC. “Vale destacar, que o instrumento de avaliação do INEP/MEC vem sendo aperfeiçoado a cada ano e as exigências são crescentes em todas as dimensões, com destaque agora para a acessibilidade no sentido amplo dada a necessidade de assistência a pessoas com deficiência, estabelecendo o compromisso das universidades com uma política inclusiva”, conclui Amauri Barros.

O pró-reitor informa ainda que outras avaliações estão agendadas ainda esse ano. “Já na última semana de agosto, entre os dias 27 e 30, a comissão avaliadora deve visitar o curso de Direito, que está em processo de Renovação de Reconhecimento. De 11 a 13 de setembro, teremos a avaliação do curso de Ciências Econômicas em Santana do Ipanema. Vários outros cursos estão no processo preliminar de avaliação, preenchendo o primeiro e o segundo Formulário eletrônico do e-MEC”, avisa Amauri Barros.

Reitor parabeniza as unidades avaliadas pelo bom resultado

O reitor Eurico Lôbo parabenizou as equipes da Prograd e das unidades avaliadas pelos resultados positivos, destacando os cursos que obtiveram conceito 4, são eles: História Licenciatura e Pedagogia do Campus do Sertão, que ficam na sede em Delmiro Gouveia, e Ciências Contábeis, na Unidade de Santana do Ipanema; no Campus Arapiraca, o curso de Administração Pública – noturno; e no Campus A.C. Simões, em Maceió, foram os cursos de Design e Engenharia de Agrimensura.

Eurico Lôbo ressalta que o resultado revela o compromisso da gestão da Ufal em promover a expansão do ensino superior para o interior de Alagoas com qualidade. “É evidente que a construção de uma instituição com a dimensão da nossa universidade, com sua grande importância no contexto socioeconômico, cultural e científico em Alagoas, precisava estar presente no interior do Estado. Mas, quando fizemos esse movimento, tivemos sempre o compromisso de garantir a qualidade do ensino”, enfatiza.

O reitor reconhece que ainda são necessários investimentos, principalmente na infraestrutura dos cursos localizados no sertão, mas garante que isso será feito com novos projetos. “Temos dificuldades, mas os bons resultados indicam que estamos no caminho certo. A avaliação indica a qualidade dos nossos professores e os bons projetos em desenvolvimento no sertão e no agreste. A infraestrutura ainda está em formação, mas o importante é que estamos seguindo na direção certa e com isso ganha toda a sociedade alagoana”, concluiu Eurico Lôbo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também