Skip to content

Projeto da Primeira Infância viabiliza a atualização vacinal de mais de 1.500 crianças em Alagoas

  • Home
  • Alagoas
  • Projeto da Primeira Infância viabiliza a atualização vacinal de mais de 1.500 crianças em Alagoas

Blog

Projeto da Primeira Infância viabiliza a atualização vacinal de mais de 1.500 crianças em Alagoas

A saúde é uma área estratégica a fim de garantir uma primeira infância saudável. A Secretaria da Primeira Infância (Cria) tem ações específicas com foco na segurança da criança e no desenvolvimento. São vários os projetos implementados pelo Cria, a exemplo do Vacina +, que tem como objetivo ampliar a cobertura vacinal das crianças com idades de até 2 anos.

Por meio do projeto, a equipe envolvida realizou 22 ações no decorrer deste ano, em municípios alagoanos que apresentaram menores índices de cobertura vacinal, o que resultou em 6.762 cartões de vacina avaliados, e a aplicação de 1.502 crianças imunizadas.

O Vacina+ foca na prevenção de doenças como paralisia infantil, difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, influenza, sarampo, caxumba, rubéola, pneumonias e bronquiolites (pólio, penta, tríplice viral e pneumocócica), tendo como público-alvo crianças menores de 2 anos com cobertura vacinal preconizada pelo Ministério da Saúde.

A parceria envolve os municípios, por meio dos agentes de saúde, que recolhem o cartão de vacina das crianças. Além da equipe do Programa Nacional de Imunização (PNI) da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), que analisa os cartões de vacina e indica se há atraso. Com o Vacina+, o Cria contribui para diminuição e/ou erradicação de doenças imunopreveníveis.

Outro projeto de grande impacto desenvolvido pela Primeira Infância, em seu primeiro ano como secretaria, é o Planejamento Reprodutivo. A iniciativa, realizada em parceria com a Sesau, por meio da Supervisão de Cuidados à Mulher, Criança, Adolescente e Rede Cegonha (Sumca), consiste em oferecer condições para capacitar e, consequentemente, habilitar profissionais de enfermagem que atuam na Atenção Básica nos municípios de Alagoas, quanto à inserção e retirada do Dispositivo Intrauterino (Diu). No total, foram atendidas 377 mulheres, entre 16 e 43 anos. A inserção do Diu foi possível em 256 mulheres de vários municípios alagoanos.

O projeto prevê um curso presencial de inserção, revisão e retirada do Diu. Durante as atividades práticas, é fundamental que o enfermeiro realize as inserções supervisionadas durante as consultas de enfermagem nos serviços de saúde, conforme preconiza o Conselho Federal de Enfermagem.

O Cria elaborou um Guia prático para habilitação Diu com cobre, tendo em vista as legislações que regem quanto aos critérios mínimos necessários para conferir habilitação ao profissional enfermeiro. O material foi produzido para nortear a fundamentação teórico-prática do curso.

Capacitação nas creches

O Creche Segura, projeto que treina profissionais das creches para atuar de forma ágil em caso de acidente superou a meta prevista para 2023. Conforme o planejamento do Cria, estava previsto um total de 48 ações. No entanto, foram realizadas 50, o que resultou em um total 1.595 profissionais capacitados das creches Cria para atuar em caso de engasgo, choque elétrico, fratura, convulsão, afogamento, ferimento, queimadura e parada cardiorrespiratória.

O projeto é uma articulação da Primeira Infância, em parceria com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o Corpo de Bombeiros Militar (CBM). O treinamento cumpre exigência da Lei Federal 13.722/2018, a chamada Lei Lucas, que torna obrigatória a capacitação em noções básicas de primeiros socorros de professores e funcionários de estabelecimentos de ensino públicos e privados de educação básica e de estabelecimentos de recreação infantil.

Outro projeto realizado com as crianças matriculadas nas creches Cria é o Criando Sorrisos, uma iniciativa da Secretaria da Primeira Infância, em parceria com a Sesau. Por meio do projeto, 1.965 crianças foram atendidas este ano. Desse total, 919 foram encaminhadas para tratamento.

O Criando Sorrisos foi idealizado a fim de proporcionar os cuidados na saúde bucal na primeira infância e, quanto mais cedo, melhor. Para as crianças de até 3 anos, o projeto atua com avaliação clínica da dentista. Já para os pequenos até 6 anos, a busca ativa acontece com aplicação de flúor. Todas as crianças das creches Cria, em que o projeto atuou, tiveram acesso às atividades educativas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também