Skip to content

Produção avícola: Brasil exporta primeira remessa de genética Embrapa para Angola

Blog

Produção avícola: Brasil exporta primeira remessa de genética Embrapa para Angola

Um marco histórico para a produção avícola brasileira ocorreu com a exportação de genética para Angola. O feito é da empresa West Aves, que enviou uma remessa de aves das linhagens desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Suínos e Aves para frango de corte tipo industrial (Embrapa 021) e poedeira tipo industrial (Embrapa 031).

A parceria da Embrapa com a West Aves ocorre desde 2022, por meio de contrato de licenciamento para a multiplicação e comercialização das linhagens avícolas desenvolvidas pelo centro de pesquisa. Paralelamente, a West Aves e a Embrapa firmaram uma cooperação técnica para o desenvolvimento conjunto de novas linhagens de aves. O objetivo da parceria é a produção e comercialização da genética brasileira nos principais polos de produção, trazendo uma maior segurança alimentar para os brasileiros e, também, ampliando o atendimento às regiões Norte e Nordeste.

Agora o “vôo” foi mais alto e a West Aves iniciou a ampliação do acesso à genética brasileira para fora do Brasil, em Angola. “A expectativa do povo angolano é grande com a chegada da nossa genética. Eles querem iniciar com urgência projetos que atendam a necessidade de alimentos seguros, caso das genéticas desenvolvidas pela Embrapa”, explicou Adilson Mognol, presidente da West Aves.

O pesquisador Everton Krabbe, chefe geral da Embrapa Suínos e Aves, também destaca a relevância dessa parceria para a entrega de um produto nacional ao produtor e ao consumidor, agora mundial. “É um trabalho de pesquisa de muitos anos que vai chegar ao mercado, de elevado potencial produtivo, qualidade do produto final e, principalmente, com biosseguridade”, enfatizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também