Skip to content

Procon Sergipe divulga tabela comparativa de preços de arroz em estabelecimentos comerciais de Aracaju

  • Home
  • Sergipe
  • Procon Sergipe divulga tabela comparativa de preços de arroz em estabelecimentos comerciais de Aracaju

Blog

Procon Sergipe divulga tabela comparativa de preços de arroz em estabelecimentos comerciais de Aracaju

A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Sergipe) realizou, entre os dias 13 e 16 de maio, uma pesquisa de preços de arroz e de outros itens como feijão, óleo e álcool 70% em 12 estabelecimentos comerciais da capital sergipana. O levantamento é fruto de fiscalizações realizadas durante o mesmo período, com o objetivo de monitorar alguns itens que podem sofrer alteração de seus valores em razão das enchentes que vêm ocorrendo no Rio Grande do Sul.

De acordo com o levantamento feito pelo Procon Estadual, o quilo do arroz apresentou preços entre R$ 6,79 e R$ 10,99. O dado corresponde a uma variação de aproximadamente 62%. Já sobre o quilo do feijão, os valores ficaram entre R$ 5,99 e R$ 12,49. Em relação ao óleo, contendo 900 mililitros (ml), o item foi encontrado com preços variando entre R$ 5,89 e R$ 8,19.

A diretora do Procon Sergipe, Raquel Martins, explica que a diferença de preços está relacionada às variadas marcas dos itens pesquisados. “Marcas diferentes, com produtos com suas próprias especificidades e características, podem acarretar nessa variação de preços que constam na tabela”, disse Raquel Martins.

O único item que ficou sem precificação foi o álcool 70%. O item teve sua venda suspensa pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) desde o dia 29 de abril, mas a sua comercialização voltou a ser autorizada pelo órgão por um período de 90 dias. A medida foi publicada pela agência reguladora no Diário Oficial da União (DOU) na última sexta-feira, 10.

De acordo com a diretora do órgão estadual de defesa do consumidor, a ausência do produto no mercado “pode estar relacionada à recente liberação da venda do item no comércio”.

Por Agência Sergipe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também