Skip to content

Prima do governador é indiciada

Blog

Prima do governador é indiciada

A superintendente da Mulher, Cidadania e Direitos Humanos de Alagoas, Micheline Vilela Toledo, foi indiciada por homicídio culposo. Ela é acusada de atropelar e matar o pedreiro José Enokes Idalino, 48 anos, em 7 de março, na Avenida Jatiúca, uma das mais movimentadas de Maceió. Ela é prima do governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) e sobrinha do presidente da Assembléia Legislativa, deputado Fernando Toledo (PSDB).

A polícia ainda investiga se a estrutura pública do Palácio República dos Palmares, a sede do governo alagoano, ajudou a “resgatar” Micheline do local. O advogado de Micheline, José Fragoso, disse aguardar a posição do Ministério Público sobre o acidente.

“Em casos de acidente seguido de morte, o indiciamento sempre acontece. Mas essa é apenas a opinião do delegado”, contou. “Estamos aguardando o posicionamento do Ministério Público e se esse caso vai virar processo.” Micheline despacha normalmente na Superintendência de Direitos Humanos.

Na época do crime, a superintendente falou que auxiliava a família da vítima. “Tudo o que estão dizendo é mentira. Estou dando toda assistência à família e o que ocorreu é uma fatalidade”, disse Micheline. “Eu fiquei toda machucada e estou à base de medicamentos e tratamento psicológico. Não posso falar mais nada sobre o caso, porque tenho um advogado e antes de qualquer declaração ele tem de me instruir.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também