Skip to content

Para você que morre de ciúmes

Blog

Para você que morre de ciúmes

Existem pessoas que são tão inseguras, tão exclusivistas que não conseguem controlar esse sentimento, o qual, em demasia, pode torná-las mesquinhas, egoístas e possessivas.
O ciúme é próprio de quem não confia em si mesmo. A pessoa ciumenta vê em tudo um motivo para descarregar o medo de perder alguém que diz amar.

Dizem os enamorados que o ciúme é o tempero do amor, O ciúme, porém é a decadência do ser humano. É a perda da certeza de que seus dons, sua beleza, já não existem mais.
Quem briga por ciúme , quem calunia por ciúme, quem tenta manchar o nome do outro, por ciúme, está no chão… Sente-se incapaz, Acha´se perdido numa confusão de insegurança e falta de paz.

Brigar por ciúme é se desvalorizar como pessoa. Já não se sente capaz de impressionar o ser que diz amar, quando na realidade é o ser que quer prender, deixar cativo sob os seus laços dominadores.

O ciúme torna o ser humano pequeno, feio, inseguro e complexado.
Quem ama com intensidade, confia no ser amado. Amar significa desapegar-se de si. Quem ama não agride. O amor é como torrente caudalosa, poderosa força em ação: tudo arrasta, tudo envolve, mas sem cortar as asas da liberdade do ser amado!

O amor é forte como a morte, mas o amor entranhado de ciúme, não é amor, é algo que corrompe, destrói, aniquila. Gera somente a dor e o medo. À medida que o amor cresce, diminue o temor e não há lugar para o ciúme.

Ciúme é o espelho da derrota e da incerteza…
Reflita, sim? E ame com transparência. Quanto mais você pressionar o ser amado, mas ele foge de você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também