Skip to content

Orquestra Sinfônica da Ufal começa temporada 2024 com projeto Música na Igreja

  • Home
  • Cultura
  • Orquestra Sinfônica da Ufal começa temporada 2024 com projeto Música na Igreja

Blog

Orquestra Sinfônica da Ufal começa temporada 2024 com projeto Música na Igreja

A temporada 2024 de concertos da Orquestra Sinfônica da Universidade Federal de Alagoas (OSU/Ufal) começa no próximo sábado (16), com o projeto Música na Igreja, coordenado pelo maestro Nilton Souza. Será na cidade de Anadia, na Paróquia Nossa Senhora da Piedade, às 20h. A entrada é gratuita, basta chegar à igreja matriz e curtir o repertório erudito, preparado para a sessão de cordas da OSU.

De acordo com Nilton Souza, professor da Escola Técnica de Artes (ETA) e coordenador da OSU, equipamento cultural da Ufal, a proposta desse projeto é visitar o interior alagoano, levando música erudita para a população. “Nossa ideia é percorrer algumas cidades com o grupo de cordas da Orquestra. Já estamos em negociação com as prefeituras que vão custear o projeto. Essa parceria é importante porque, com as dificuldades que a Ufal está passando, devido ao curto orçamento, não teríamos como bancar essa iniciativa”, explicou o regente.

Souza ressalta as dificuldades que os equipamentos culturais da Ufal estão passando e, por isso, montou esse projeto para que as pessoas conheçam a Orquestra ou parte dela e tenham contato com a música de orquestra. “Outro aspecto importante que precisamos destacar é que a OSU é formada por alunos da Universidade e essas apresentações são importantes para que eles tenham essa interação com o público e apliquem, na prática, o que aprendem em sala de aula. É um projeto de extensão muito importante porque vai proporcionar uma escuta musical erudita”, considerou.

O projeto não vai trazer custos para a Universidade, por isso a importância da parceria com os municípios. “Queremos promover o acesso à cultura e pretendemos chegar a dez municípios alagoanos, sempre utilizando como palco templos religiosos, onde a acústica natural da arquitetura proporciona uma ambiente onde a música flui harmoniosamente”, declarou o maestro.

Souza ressalta que as apresentações vão acontecer durante todo o ano, mas seguindo o calendário da acadêmico da Ufal. “Optamos por fazer assim para não atrapalhar as atividades acadêmicas dos nossos integrantes que são alunos da Universidade. Já estamos em negociação com várias cidades e, em breve, divulgaremos todo o calendário do projeto. Vamos levar música erudita à população alagoana”, comemorou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também