Skip to content

Operação Línguas Sujas flagra cinco pontos de esgoto irregular na parte baixa de Maceió

  • Home
  • Maceió
  • Operação Línguas Sujas flagra cinco pontos de esgoto irregular na parte baixa de Maceió

Blog

Operação Línguas Sujas flagra cinco pontos de esgoto irregular na parte baixa de Maceió

Focada em evitar os problemas causados pelas ligações clandestinas nas redes de águas pluviais e pelo descarte irregular de efluentes, agentes que atuam na Operação Línguas Sujas flagraram cinco pontos de extravasamento em poços de visitas da rede de esgoto em diversos pontos da parte baixa de Maceió.

A iniciativa é uma ação permanente da Prefeitura de Maceió e conta com equipes integradas entre a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) e a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra).

Os poços de visitas da rede de esgoto da capital são de competência da BRK Ambiental, responsável pelo abastecimento de água e esgotamento sanitário. Por esse motivo, a empresa recebeu duas autuações pelas infrações cometidas, sendo responsável pela resolução do problema.

Um dos flagrantes ocorreu na Rua Dr. Antônio Gomes de Barros, no bairro Jatiúca, onde a rede de esgoto não suportou o volume de efluentes e transbordou. O mesmo aconteceu no bairro Jaraguá, na Praça Doutor Mel Quarte, perto do Porto de Maceió. Em ambas situações, a BRK foi autuada pelo lançamento de esgoto na rede de águas pluviais, uma vez que o material transbordado chega até as galerias que deveriam receber apenas águas das chuvas.

Essas infrações estão descritas na Lei Nº 4548/96 (Código Municipal de Meio Ambiente), que rege as atividades dos fiscais ambientais e as ações da Operação Línguas Sujas. Após o recebimento da autuação, a empresa terá 30 dias para apresentar defesa junto à Semurb.

Em outros três pontos da cidade, situações semelhantes foram encontradas. Poços de visitas da rede de esgoto em Cruz das Almas, Jaraguá e outro também na Jatiúca, na altura do Posto 7, foram encontrados, mas equipes da concessionária já estavam no local resolvendo o problema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também