Skip to content

O Planeta dos Macacos

Blog

O Planeta dos Macacos

Assisti ” O Planeta dos Macacos”. Impressionante como eles subestimam os humanos.Dizem coisas horríveis a nosso respeito. O pior é que tem um fundo de verdade.
Em uma cena, um senador macaco, já ancião, no leito de morte, chama a esposa, os filhos e o resto da macacada para dar os últimos conselhos. Lembra suas origens, as quais deverão permanecer indestrutíveis. Durante a conversa, o velho aristocrata macaco, diz que o humano é o ser mais violento, mais cruel e egoísta de todo o planeta. Pediu que tivessem cuidado, que não se aproximassem , pois são perigosos! São mágicos do mal. Basta um olhar e arrasta a presa!. Os humanos hipnotizam, dizia o macaco. Nós chamamos isso de paixão, não é?

As macaquinhas, em volta da luxuosa cama do velho macaco, escutavam com atenção. Uma delas, expressou a sua admiração pelos humanos, dizendo que os acham bonitos e que gostaria de pertencer a essa raça. Não terminou de pronunciar a frase. A pobre macaquinha foi surrada pela macaca mãe, ficou de castigo. Sabe qual foi o castigo? Proibida de subir nos galhos da árvores e fazer cambalhotas, além de ficar sem o seu lanche predileto: comer bananas!

Fiquei pensando: Por que será que o velho macaco nos acha maus, cruéis e egoístas? Pobres macacos… Sonharam superar o homem e esqueceram de um detalhe importantíssimo: SOMOS IMAGENS E SEMELHANÇAS DE DEUS! Infelizmente, não honramos essa herança.

O homem seduz, faz armadilhas para destruir. O macaco protege sua comunidade. É fiel aos seus ancestrais. O homem dança com a companheira, piscando o olho para a outra que está à sua frente. O macaco dança de olhos fechados! Mas cá pra nós, aquela macaca deu um beijinho no artista. Não resistiu aos encantos do homem!. Não tem jeito, o homem é um eterno sedutor. Nem a macaca resistiu!

Observando o filme, comparei os dois planetas e vi a diferença: a terra destruída, poluída, cheia de fumaça. E o planeta dos macacos? Senti vontade de ir pra lá. Quantas árvores, frutos e respeito à natureza. E como aquela macaquinha, encantada pela beleza do ser humano, senti vontade de morar naquele paraíso verde e bem tratado. Por que será que nunca estamos satisfeitos com o que temos? Vivemos numa eterna busca. Mas sabemos que o planeta dos homens é o mesmo dos macacos e de todos os seres vivos.

No filme os macacos dominaram o homem, pesquisaram suas vidas, estudaram suas atitudes, humilharam suas origens. Mas esqueceram de outra coisa: o homem sabe nadar, flutuar por sobre as águas e eles têm pavor ao simples contato com a água. Enquanto o homem se libertava daquele fictício planeta, mergulhando nas águas profundas daquele mar, do outro lado, à margem, os macacos olhavam, admirados, impotentes, rendidos pela inteligência do homem. Esse homem que recebeu e Deus o maior presente: O planeta terra, recheado de frutos, flores, mares , rios e lagos!
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também