Skip to content

O êxito depende de um bom projeto

Blog

O êxito depende de um bom projeto

O objetivo de qualquer projeto nas organizações privadas é a verificação da viabilidade de retorno financeiro direto sobre o valor do investimento pretendido, como a abertura de uma nova empresa ou filial, o aumento da produção com a aquisição de novos equipamentos, Também deve ser utilizado para solucionar problemas pontuais, como melhoria da produtividade, implantação de um novo departamento ou gerência, sendo que o retorno financeiro destes serão indiretos e a médio prazo.

A primeira fase do projeto é a elaboração do termo de abertura do projeto, denominado como pré-projeto, que analisará de forma sintética e objetiva as variáveis atuais e futuras que influenciam positiva ou negativamente o sucesso da implantação do pretendido e estas informações subsidiaram o parecer final formulado pela equipe responsável que determinará a continuidade do processo (viabilidade), a sua suspensão temporária (conjuntura atual desfavorável) ou o imediato cancelamento (inviabilidade definitiva).

A questão é o comportamento dos dirigentes de empresas de médio e pequeno porte quanto a ignorar a utilização deste instrumento administrativo nos seus planos, desde a intenção de realizar um empreendimento e quando pretendem realizar melhoria para aumentar a rentabilidade do empreendimento realizado.

A causa destes efeito é que ainda encontramos, no universo destas empresas, dirigentes céticos quanto a necessidade da utilização de princípios racionais, utilizando apenas suas experiências ou suas observações em empresas similares a que pretendem instalar e caso não venham a ser uma das empresas que aumentam a estatística de empreendimentos fracassados, continuam a agir da mesma forma empírica quando pretendem aumentar o volume de suas transações, continuando, desta forma, potencialmente candidatas à falência.

De acordo com o IBGE, 60% das micro e pequenas empresas fecham com menos de 5 anos, período no qual deveriam estar ganhando sustentabilidade e estabilidade. As causas deste fato são: 1. Falta de planejamento; 2. Não observância do mercado, não mapeamento do nicho, nem identificação da transformação, falta de foco em pesquisas; 3. Descuido com as finanças, nem garantia de sustentabilidade do negócio; 4. Falta de preparo para a rotina do negócio; 5. Ausência de comunicação, deixando tarefas e objetivos sem explicação, ou que cobranças e feedback causem tensão; Estagnação, um acomodar-se, copiando um modelo já existente; 7. Ausência de espírito empreendedor, falta de mente preparada de (mindset) empreendedor; 8. Desmotivação.

Como a maioria dos empresários das micro e pequenas empresas brasileiras têm, no máximo, o ensino médio, não devemos esperar melhorias nos resultados nas pesquisas de longevidade destas empresas, pois o recurso do ensino presencial e à distância, que poderia capacitar estes empresários ainda é utilizado minoritariamente.

Também não há necessidade de fazer pesquisas sobre o hábito de leitura de livros ou revistas direcionados aos empresários deste segmento empresarial, pois não é desconhecida que a maioria ainda não tem o hábito de buscar informações sobre o ambiente negocial através destas importantíssimas fontes de conhecimento empresarial.

Já tratei, em artigos anteriores, da importância que tem as associações empresariais e empresas do sistema S e que tem em seus estatutos a obrigatoriedade de oferecer palestras e cursos de qualificação para seus associados ou público alvo específico, mas este ofício não é cumprido na sua integridade por algumas agências, principalmente nas praças onde o empresariado é mais carente.

Realizar projeto é a projeção, desculpem a redundância, dos objetivos de todos os empresários, e quanto menor a organização mais simples e objetivo deve ser, existe literatura disponível que orienta com realizar projetos em 24 horas. Mas de quem a responsabilidade de convencer estes empresários renitentes?
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também