Skip to content

Juceal divulga rankings de registros empresariais nos 102 municípios alagoanos em 2023

Blog

Juceal divulga rankings de registros empresariais nos 102 municípios alagoanos em 2023

A Junta Comercial do Estado de Alagoas (Juceal) divulgou nesta sexta-feira (12), os rankings de aberturas e extinções de empresas com base nos 102 municípios alagoanos. As relações formatadas pela entidade mostram as posições, as variações dos valores em relação a 2022 e os números totais registrados em 2023.

As cidades que contaram com mais aberturas de empresas em 2023 foram Maceió (18.568 negócios), Arapiraca (3.142), Rio Largo (970), Marechal Deodoro (814), Penedo (663), União dos Palmares (537), São Miguel dos Campos (508), Coruripe (496), Palmeira dos Índios (485), Delmiro Gouveia (482), Maragogi (468), Santana do Ipanema (358), Satuba (342), Pilar (334), Campo Alegre (298) e São José da Laje (287).

Enquanto os maiores valores em relação às extinções em 2023 foram encontrados em Maceió (10.582 negócios), Arapiraca (1.914), Rio Largo (647), Penedo (566), Marechal Deodoro (425), União dos Palmares (393), São Miguel dos Campos (358), Coruripe (351), Palmeira dos Índios (330), Delmiro Gouveia (283), Pilar (238), Santana do Ipanema (216), Campo Alegre (203), Satuba (197), Maragogi (189), Viçosa (140).

Quanto às constituições empresariais, os municípios que mais subiram posições em relação ao ranking de 2022 foram Maravilha, que avançou 18 lugares, Campestre, que subiu 16 posições, Ibateguara, Palestina e São José da Laje.

Isso também reflete nas porcentagens de aumento proporcional quando comparados os valores totais de aberturas de 2022 e 2023. Os maiores crescimentos foram verificados em São José da Laje (90,07%), Campestre (61,11%), Pindoba (57,14%), Palestina (50%), Maravilha (38,71%), Ibateguara (37,84%), Porto Calvo (36,54%), Jaramataia (30%), Flexeiras (25,42%) e Roteiro (23,08%).

Mesmo com a tendência de aumento de baixas, houve municípios que apresentaram números menores de extinções em 2023 do que em 2022. As menores porcentagens foram observadas em Pindoba (-83,33%), União dos Palmares (-47,39%), Pariconha (-29,63%), Coité do Nóia (-26,92%), Olivença (-18,75%), Traipu (-16,33%), Teotônio Vilela (-14,72%), Lagoa da Canoa (-13,27%), Taquarana (-10,91%) e São Sebastião (-9,78%).

Os rankings e outros dados empresariais podem ser conferidos no site da Juceal, disponível no link http://www.juceal.al.gov.br/. A Junta Comercial é a autarquia alagoana responsável pelos processos de abertura, alteração e baixa de empresas, além de ser a entidade integradora da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim) no estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também