Skip to content

Jovens que participam do projeto Cultura nas Grotas de Maceió lançam clipes de Hip Hop

  • Home
  • Cultura
  • Jovens que participam do projeto Cultura nas Grotas de Maceió lançam clipes de Hip Hop

Blog

Jovens que participam do projeto Cultura nas Grotas de Maceió lançam clipes de Hip Hop

Investir na cultura é um dos pilares do Governo de Alagoas e com as oficinas de Hip Hop ofertadas pela Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa (Secult), por meio do programa Vida Nova nas Grotas, inúmeros talentos estão sendo revelados no cenário musical alagoano.

As oficinas acontecem nas grotas de Maceió, uma vez por semana, de forma gratuita, e têm duração de seis a sete meses. Nas oficinas, os alunos produzem letras que fazem menção a críticas sociais na comunidade em que residem.

Segundo a secretária de Estado da Cultura e Economia Criativa, Mellina Freitas, ações como essas promovem o desenvolvimento sociocultural dos jovens alagoanos. “Com a implantação de atividades culturais nos bairros, nós conseguimos proporcionar uma democratização no acesso à cultura e uma transformação dos jovens por meio do contato com a prática artística”, comentou.

Em dois meses de oficinas na Grota do Grutão, localizada entre os bairros de Gruta de Lourdes e Murilópolis, 12 crianças e adolescentes com faixa etária entre 9 e 21 anos participaram das atividades. Durante o processo de oficinas de Hip Hop, foram produzidos 4 clipes com as músicas desenvolvidas durante as aulas.

Além das grotas, o projeto também circula nas escolas estaduais de Maceió. Como por exemplo, na Escola Estadual Noel Nutels, situada no bairro do Jacintinho, onde os jovens moradores das grotas adjacentes como a Grota do Cigano, Morro do Ari, Grota do Rafael e Aldeia do Índio procuraram as oficinas para participarem.

“A chegada da oficina aqui no Grutão foi muito gratificante e de grande importância para os jovens que residem aqui na comunidade, porque alguns ficavam muito à toa, e com essa oficina eles ocuparam a mente, interagiram e formaram aquele grupo de amigos para compor as letras das canções. As oficinas mudaram a mentalidade dos adolescentes e dos jovens e isso me deixa extremamente feliz e entusiasmada com o projeto”, comentou Flávia Lucena, líder comunitária da grota do Grutão.

Fernando Rozendo, conhecido como Mc Tribo, é o professor responsável por ensinar a cultura do hip hop nas comunidades em que o programa Cultura nas Grotas embarca. Com o apoio das escolas estaduais, as oficinas vêm transformando a vida de inúmeros jovens que participam e desenvolvem o senso crítico educacional através dos versos que compõem as canções.

“A grande questão das oficinas de hip hop é trazer para os jovens, por meio da arte, uma outra perspectiva de vida. Não apenas ou somente descobrir e despertar talentos, mas colaborar na formação social desses jovens. Além do despertar artístico com o auxílio da música, nós trabalhamos questões como autoestima, aceitação pessoal e até mesmo no combate à depressão. Isso impacta de forma direta por meio da arte e da cultura colaborando para que esses jovens passem a perceber o mundo a sua volta por uma perspectiva mais crítica, proporcionando a reflexão sobre nossa formação e a vida em sociedade, na busca de uma melhor convivência e empatia pelo próximo”, disse Mc Tribo, professor de Hip Hop do Cultura nas Grotas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também