Skip to content

Itabaiana registra redução de 83,5% nos homicídios em oito anos

  • Home
  • Sergipe
  • Itabaiana registra redução de 83,5% nos homicídios em oito anos

Blog

Itabaiana registra redução de 83,5% nos homicídios em oito anos

Conhecida pelo comércio, Itabaiana também tinha uma imagem de cidade violenta com alto índices de criminalidade, principalmente de crimes praticados com uso de arma de fogo. Porém, nos últimos anos esse cenário tem mudado, e a imagem que tem sido evidenciada é a do empreendedorismo da região agreste de Sergipe. Entre janeiro a novembro de 2016 e 2023 houve queda de 83,5% na quantidade de homicídios em Itabaiana. O resultado é fruto do trabalho integrado entre as polícias Civil e Militar.

Também no combate à criminalidade, a Delegacia Regional concluiu todos os inquéritos policiais que investigavam homicídios cometidos entre 2012 e 2019 em Itabaiana. Conforme o levantamento feito pela Polícia Civil, os inquéritos que apuram homicídios no município que ainda estão em aberto referem-se a crimes recentes e que estão no foco das diligências, ações e operações policiais feitas pela SSP na região agreste de Sergipe.

Segundo os dados da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEACrim), enquanto entre janeiro e novembro de 2016 ocorreram 91 crimes, no mesmo período de 2023 aconteceram 15 homicídios dolosos. Os números direcionam para a retração de 83,5%. Quando o comparativo é feito entre janeiro e novembro de 2022 (37 homicídios) e o mesmo período de 2023 (15), a queda é de 59,45%.

Já no tocante ao registro de ocorrências relacionadas ao crime patrimonial de roubo com o uso de arma de fogo, a Polícia Civil identificou a queda de 40% na incidência dessa investida criminosa em Itabaiana no período entre janeiro e novembro de 2022 e 2023. Enquanto nesse período do ano passado foram registradas 320 ocorrências, de janeiro a novembro de 2023 foram mapeadas 192 ocorrências.

Para o delegado regional de Itabaiana, Fábio Alan, que está à frente da unidade desde fevereiro deste ano, a redução da criminalidade é fruto do mapeamento das ocorrências e do trabalho integrado com a Polícia Militar. “Já nos primeiros meses da nossa gestão, demos ênfase ao combate dos crimes e temos constantemente ações integradas com a Polícia Militar que vem resultando em prisões”, ressaltou.

Quando o assunto é homicídios, Fábio Alan destacou que as ações contundentes de investigação de homicídios e crimes de pistolagem vêm sendo intensificadas há alguns anos em Itabaiana e foram fortalecidas em 2023. “Gestões anteriores tanto da Polícia Civil, quanto da Polícia Militar deram combate firme aos crimes de pistolagem, e nós, neste ano, conseguimos reduzir mais ainda os homicídios”, evidenciou.

É o trabalho integrado entre as instituições da segurança que também é evidenciado pelo capitão Guedes, integrante do 3º Batalhão da Polícia Militar (3º BPM), unidade que é comandada pelo tenente-coronel Anselmo. “E a população tem confiança na nossa atuação, tem confiança tanto no trabalho da Polícia Militar, quanto no trabalho da Polícia Civil”, salientou o capitão.
Impactando na redução dos homicídios em Itabaiana, Fábio Alan também relembrou que a apreensão de armamentos ilegais também contribuiu para os índices positivos identificados nas ações de combate à criminalidade na região. “Temos feito muitas apreensões dessas armas e nos últimos meses apreendemos diversos armamentos que são enviados para a perícia para identificar se foram utilizadas nesses crimes”, complementou.

As apreensões de armas que impactam na redução da criminalidade também são resultado do mapeamento da criminalidade que também é feito pela Polícia Militar com o objetivo de atuar de forma preventiva e repressiva na região Agreste de Sergipe. “A atuação se dá pela análise dos dados estatísticos. Tudo o que acontece na cidade é trabalhado pelo setor de estatística”, detalhou o capitão Guedes, do 3º BPM.

Todo o resultado do mapeamento das ocorrências direciona as equipes da Polícia Militar para o combate à criminalidade e também, viabiliza o trabalho integrado com a Polícia Civil, assim como descreveu o capitão Guedes. “Através dessa análise de dados, nós posicionamos o policiamento ostensivo para diminuir os crimes na região Com a nossa presença, acaba inibindo a atuação dos suspeitos naquele local”, especificou.

A redução dos índices de criminalidade também passou pela reforma e reestruturação da Delegacia Regional de Itabaiana, assim como enfatizou o delegado regional. “Tivemos uma reforma recente na delegacia, criando melhores condições para o trabalho policial. Recebemos novos policiais advindos do último concurso que melhoraram o quadro de servidores da Delegacia Regional de Itabaiana”, rememorou Fábio Alan.

Projetos sociais

Como a criminalidade tem cada vez mais incorporado adolescentes para atuação a serviço dos grandes responsáveis pelo tráfico de drogas e homicídios, os projetos sociais também fazem parte da atuação da segurança pública e tem resultado na queda dos homicídios em Itabaiana. “Na grande maioria dos casos, as pessoas envolvidas com os crimes têm cada vez mais uma idade menor”, relembrou o capitão Guedes.

São crianças e adolescentes que estão no alvo dos criminosos, mas que estão ganhando novas oportunidades de vida com o Projeto Treinando e Formando Cidadãos, assim como descreveu o capitão Guedes. “Há sete anos, desenvolvemos esse projeto de judô onde crianças e adolescentes, no contra-horário escolar, têm dois a três dias ocupados com a atividade. Isso aproxima a polícia da sociedade”, pontuou o integrante do 3º BPM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também