Skip to content

Inadimplência com cheques é a maior em 18 anos

Blog

Inadimplência com cheques é a maior em 18 anos

O número de cheques devolvidos a cada mil compensados bateu recorde no Brasil, no último mês de março. Segundo o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos no terceiro mês de 2009 foram devolvidos 24,6 cheques a cada mil compensados. É o maior índice registrado pelo levantamento, iniciado em 1991, situando-se ligeiramente acima do verificado em março de 2006, com 24,3 cheques devolvidos a cada mil compensados. Ao todo, foram devolvidos 2,75 milhões de cheques em março deste ano e compensados 112,12 milhões.

Na relação de março de 2009 sobre fevereiro último, o volume de cheques devolvidos cresceu 6% no país. Em fevereiro deste ano, foram devolvidos 23,2 cheques para cada mil compensados (2,19 milhões de cheques devolvidos e 94,39 milhões compensados).

Já na relação entre março de 2009 frente a março de 2008, o aumento no número de cheques devolvidos a cada mil compensados foi de 18,3%. No terceiro mês do ano passado, houve 20,8 devoluções de cheques a cada mil compensados. Foram devolvidos, ao todo, 2,44 milhões de cheques em março de 2008, e compensados 117,27 milhões.

No acumulado do 1º trimestre de 2009, por sua vez, o aumento no número de cheques devolvidos a cada mil compensados foi de 19,2%, quando comparado com o mesmo período do ano anterior. Em 2009, nos três primeiros meses, houve 23,6 devoluções de cheques a cada mil compensações, ao passo que no primeiro trimestre de 2008, foram devolvidos 19,8 cheques a cada mil compensados.

No total, foram devolvidos 7,36 milhões de cheques de janeiro a março de 2009, e compensados 311,49 milhões. Já em 2008, em igual período, foram 7,11 milhões de devoluções de cheques, e 359,61 milhões de cheques compensados.

Análise

Para os técnicos da Serasa Experian, o recorde nos cheques devolvidos a cada mil compensados, registrados em março e no 1º trimestre de 2009, reflete o aumento na inadimplência das pessoas físicas e jurídicas, decorrente da menor atividade econômica, da revisão dos investimentos e da redução no número de empregos formais.

Esse conjunto de eventos aliado ao maior comprometimento da renda, de parte da população, ampliou os impactos das despesas sazonais de início de ano (IPTU, IPVA e despesas escolares) sobre o orçamento doméstico, resultando em aumento na devolução de cheques, incluindo os pré-datados das compras de Natal.

Nos Estados brasileiros

Veja abaixo o ranking de cheques devolvidos a cada mil compensados no 1º trimestre de 2009, por Estado.

ESTADOS/REGIÕES JAN- MAR/2009
1 Acre 98,4
2 Roraima 96,9
3 Amapá 93,4
4 Maranhão 90,9
5 Sergipe 83,1
6 Tocantins 66,5
7 Rio Grande do Norte 61,4
8 Piauí 60,7
9 Paraíba 58,4
10 Pará 57,8
11 Alagoas 53,5
12 Mato Grosso 44,7
13 Rondônia 42,3
14 Amazonas 34,1
14 Bahia 34,1
15 Ceará 32,2
16 Distrito Federal 31,7
17 Goiás 30,0
18 Espírito Santo 26,5
19 Rio Grande do Sul 26,3
20 Mato Grosso do Sul 24,8
BRASIL 23,6
21 Pernambuco 23,1
22 Minas Gerais 22,1
23 Paraná 21,5
24 Santa Catarina 20,8
25 Rio de Janeiro 19,4
26 São Paulo 18,4

1 REGIÃO NORTE 54,1
2 REGIÃO NORDESTE 38,2
3 REGIÃO CENTRO-OESTE 31,8
4 REGIÃO SUL 23,0
5 REGIÃO SUDESTE 19,5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também