Skip to content

IML de Arapiraca procura familiares de vítima de morte clínica em Penedo

  • Home
  • Penedo
  • IML de Arapiraca procura familiares de vítima de morte clínica em Penedo

IML de Arapiraca procura familiares de vítima de morte clínica em Penedo

O Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca está à procura de familiares de Laurenço Conceição dos Santos, de 89 anos, oriundo de Salvador (BA), que morreu de causas clínicas em Penedo, município localizado no Baixo São Francisco alagoano.

Segundo a ficha de identificação expedida pelo Governo da Bahia, Laurenço é filho de Ezequiel Carvalho dos Santos e Alice Conceição dos Santos e nasceu em 10 de agosto de 1935, em Salvador. Ele é um homem pardo, de cabelos e olhos castanhos, possui calvície frontal e, antes de morar em Alagoas, residia com a família no município de Feira de Santana, também na Bahia.

O papiloscopista Murilo Goes explicou que o processo de identificação do corpo começou após coleta das impressões papilares para exame necropapiloscópico. Mas, como não foi encontrada nenhuma informação na base de dados do Instituto de Identificação de Alagoas e havia a suspeita da vítima ser soteropolitano, o papiloscopista solicitou informações ao Instituto de Identificação da Bahia.

“Em março, uma família procurou no IML de Arapiraca um corpo com as mesmas características e entregou os dados de uma Carteira de Identidade da Bahia. Como não encontramos nada aqui, solicitamos o prontuário de lá, e como tínhamos a coleta arquivada, fizemos a comparação e a identificação do corpo. No entanto, a família não retornou para fazer a liberação do cadáver”, afirmou Murilo.

Laurenço Conceição foi encontrado no interior da casa dele, na Rua Campos Teixeira, no centro de Penedo, no dia 27 de janeiro deste ano, em estado bem adiantado de desidratação. O exame cadavérico no IML de Arapiraca apontou como óbito morte clínica de causa indeterminada.

A chefia especial do IML do Agreste realiza a busca ativa dos familiares para poder proporcionar um sepultamento digno para o corpo, como também a oportunidade de os entes fecharem o ciclo se despedindo do ancião. Caso a família não procure a unidade de Medicina Legal, o corpo dele, mesmo identificado, deverá ser sepultado pelo próprio IML.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também