Skip to content

Hospital Professor Ib Gatto Falcão recebe treinamento do Programa AVC Dá Sinais

  • Home
  • Maceió
  • Hospital Professor Ib Gatto Falcão recebe treinamento do Programa AVC Dá Sinais

Blog

Hospital Professor Ib Gatto Falcão recebe treinamento do Programa AVC Dá Sinais

Funcionários do Hospital Professor Ib Gatto Falcão (Hospigaf), receberam um treinamento do Programa Estadual AVC Dá Sinais, que trata vítimas de Acidente Vascular Cerebral, conhecido popularmente como derrame. O objetivo do programa é dar suporte imediato aos pacientes acometidos pela doença para garantir que eles tenham um atendimento rápido de forma que as sequelas sejam minimizadas.

O programa AVC dá sinais, do Governo de Estado de Alagoas, trabalha com a ferramenta Join. A enfermeira Larissa foi a responsável pelo treinamento na unidade, esclarecendo dúvidas e mostrando como o aplicativo de telemedicina funciona.

“Hoje viemos ao hospital visando qualificar e incentivar o uso do aplicativo Join. Essa ferramenta irá ajudar no pronto atendimento de pacientes vítimas de AVC, e fazer com que eles tenham um atendimento rápido e assim garantir que sequelas sejam menores e que não venham a óbito. Essa ferramenta é de fundamental importância para salvar vidas de pacientes de Infarto Agudo do Miocárdio”, disse Larissa.

A coordenadora de enfermagem Mirian Patrícia, ressaltou a importância do treinamento com a equipe médica e de enfermagem para a garantia da melhoria no atendimento aos pacientes. “É sempre bom receber ações como essa. Elas garantem qualidade ao nosso atendimento, e assim podemos dar um atendimento imediato para as vítimas de AVC”, ressaltou Mirian.

O médico Lucas Torres, que atende na unidade, também participou do treinamento e falou da importância do aparelho na assistência aos pacientes vítimas de derrame. “O treinamento é muito importante. Ele ajuda no suporte quase que imediato aos nossos pacientes que têm um AVE (Acidente Vascular Encefálico), o popular AVC ou derrame, e tentar fazer com que esses pacientes tenham um desfecho melhor. Eles vão ter assistência médica em um tempo que a gente vai conseguir ou corrigir, ou reverter, ou evitar o maior agravo, maior qualidade de dano, que o paciente possa ter com a doença. E agora com a nossa equipe capacitada, a gente vai poder prestar uma assistência muito melhor para o pessoal de Rio Largo”, destacou Lucas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também