Skip to content

Hemoal assegura mais de 30 mil transfusões sanguíneas em 2023

  • Home
  • Alagoas
  • Hemoal assegura mais de 30 mil transfusões sanguíneas em 2023

Blog

Hemoal assegura mais de 30 mil transfusões sanguíneas em 2023

Ao longo de 2023 o Hemocentro de Alagoas (Hemoal), responsável pela Política de Sangue no Estado, assegurou a realização de 30.523 transfusões sanguíneas. Com isso, milhares de vidas foram salvas, graças ao trabalho árduo da equipe multidisciplinar que está espalhada por unidades em Arapiraca, Maceió e Coruripe, mas, principalmente, por milhares de alagoanos e pessoas de outros estados e países que realizaram suas doações voluntárias de sangue.

Os dados foram divulgados pelo Centro de Processamento de Dados (CPD) do Hemoal e são referentes aos hemocomponentes liberados pelas unidades Maceió e Arapiraca. A primeira abastece os hospitais e maternidades da capital, Região Metropolitana, litorais Norte e Sul, bem como a Zona da Mata e o Vale do Paraíba, que integram a I Macrorregião de Saúde; enquanto que a segunda assegura o fornecimento para o Agreste, Sertão e Baixo São Francisco, que integram a II Macrorregião de Saúde.

Entre os pacientes que receberam transfusões sanguíneas ao longo de 2023, decorrentes das doenças de sangue recebidas pelo Hemoal, está o pequeno Guilherme Vinícius dos Santos, que é acometido por doença falciforme. Fã do Homem-Aranha, o garoto é acompanhado no Núcleo de Hematologia do Hemoal regularmente e, geralmente, todos os meses, necessita receber transfusões.

“O Hemoal é a minha segunda casa, porque desde pequenininho que venho para me consultar, receber minhas medicações e as transfusões sanguíneas, que salvam a minha vida. Sou grato ao Hemoal, a todos os profissionais, assim como a todos que não me conhecem, mas que doam o seu sangue para salvar a vida de pessoas como eu, que possuem doenças hereditárias”, ressalta Guilherme Vinícius dos Santos.

Mas além dos pacientes hematológicos tratados nos Núcleos de Hematologia do Hemoal em Arapiraca e Maceió, diversas vidas são salvas em razão das transfusões sanguíneas realizadas nos hospitais regionais, nas maternidades e nas duas maiores emergências públicas: o Hospital Geral do Estado (HGE) e o Hospital de Emergência do Agreste. Nestas unidades, alagoanos e pessoas de outros estados, acometidos por acidentes de trânsito e por lesões por arma branca e de fogo, têm a vida salva todos os dias em razão do sangue transfundido.

“Queremos agradecer a todos os alagoanos que, ao longo de 2023, nos ajudaram a salvar milhares de vidas, por meio das doações sanguíneas. São pessoas solidárias, altruístas e que têm o voluntariado como meta de vida. É importante agradecer também a todos os profissionais da Hemorrede Pública de Alagoas, seja na capital e no interior, que travam uma batalha diária para assegurar sangue com qualidade e em quantidade suficiente a atender a demanda transfusional, além dos parceiros, que promovem coletas externas de sangue”, frisa a diretora do Hemoal, Verônica Guedes.

Hematologia

E além de captar sangue para atender aos pacientes internados nas maternidades e hospitais públicos e àqueles que são conveniados ao Sistema Único de Saúde (SUS), o Hemoal conta com dois Núcleos de Hematologia, situados nas Unidades Arapiraca e Maceió. Nestes serviços, uma equipe multidisciplinar formada por assistentes sociais, profissionais da enfermagem, pessoal de apoio, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, biomédicos, odontólogos e médicos assistem as pessoas acometidas por doenças hematológicas.

Além de pessoas com leucemia, os Núcleos de Hematologia do Hemoal atendem pacientes com aplasia medular, hemofilia, doença falciforme, púrpura, doença de Pompe e de Gaucher. Segundo o CPD do órgão, ao longo de 2023 foram 37.574 atendimentos realizados, salvando a vida de pessoas como a adolescente Júlia Fernanda dos Santos Bezerra, que também é portadora de Doença Falciforme, e que mensalmente passa por acompanhamento multidisciplinar e recebe transfusões.

“Todas as vezes que o Hemoal faz um apelo por doações de sangue, com certeza muitas pessoas repetem a frase: novamente? Mas infelizmente, pacientes como eu possuem doenças hereditárias que requerem cuidado diário e que a transfusão sanguínea faz a diferença entre a vida e a morte. Por isso, em 2024, você que pode doar sangue, ao ver um apelo do Hemoal, não pense duas vezes e faça a doação, até porque, ela pode servir para o próprio doador”, reflete Júlia Fernanda dos Santos Bezerra.

O secretário de Estado da Saúde, Gustavo Pontes de Miranda, salienta que o Hemoal tem um papel fundamental na Rede Estadual de Saúde, porque assegura hemocomponentes para todas as maternidades e hospitais e cuida dos pacientes acometidos por doenças do sangue. “É um órgão que nos orgulha, pela qualidade dos serviços que presta à população alagoana, que salva vidas com eficiência, agilidade e qualidade, tendo o coração como logomarca, assim como o Governo do Estado, que é trabalho e coração”, destaca o gestor da saúde estadual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também