Skip to content

Festival Internacional de Música de Penedo é realizado na Europa pelo 2º ano consecutivo

  • Home
  • Penedo
  • Festival Internacional de Música de Penedo é realizado na Europa pelo 2º ano consecutivo

Blog

Festival Internacional de Música de Penedo é realizado na Europa pelo 2º ano consecutivo

Festival aconteceu na França e em Portugal; Programação contou com oficinas, concertos e palestras – Foto: PMP

Pelo segundo ano consecutivo, o Festival Internacional de Música de Penedo (FEMUPE) foi realizado na Europa, desta vez, em Lisboa e Vouzela, em Portugal, e em Bordeaux, na França. O evento é uma iniciativa da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e contou com o apoio da Associação ComTradições, Universidade de Bordeaux Montaigne, Universidade Nova de Lisboa, Grupo Percussivo Timbodé França e Câmara Municipal de Vouzela.

A programação foi vasta e contou com oficinas, concertos e palestras. De acordo com o coordenador-geral do FEMUPE, professor Marcos Moreira, o evento ganhou muita repercussão nos países envolvidos. Em Bordeaux, houve uma junção com as atividades da universidade local e a Universidade de Sorbonne, de Paris, em homenagem ao alagoano Hermeto Pascoal.

Lá também foi lançado o “Dicionário Musical da Língua Portuguesa”, de autoria do penedense Isaac Newton de Barros Leite. Na oportunidade, um vídeo de Penedo foi exibido em comemoração aos seus 388 anos.

Ainda na França, foram realizados concertos no Conservatório Musical de Bordeaux, com o guitarrista alagoano Ricardo Lopes. No Centro Histórico da cidade, uma apresentação do grupo Percussivo Timbodé, sob a regência do professor Jair Mendes, foi realizada.

Já em Portugal, ainda de acordo com o professor Marcos Moreira, as atividades ocorreram na Universidade Nova de Lisboa, com o encontro de pesquisadores de centros integrados. Na oportunidade, foi lançado o Dicionário e o Recital de Violão do alagoano João Gracindo Neto.

Em Vouzela, foram realizadas as tradicionais Oficinas Pedagógicas de Violão, Metais e Improvisação em parceria com o Conservatório de Portugal. Nas apresentações musicais, o Coral Português da Associação ComTradições e da Universidade CSenior, sob regência do coordenador adjunto em Portugal, maestro Pedro Serrano. Aconteceram, também, duas atividades na Praça do Museu Municipal com o violonista Wilbert Fialho e, na sala principal, com o pianista português Paulo Oliveira e o violoncelista José Oliveira.

Para o professor Marcos Moreira, representar Penedo na Europa é sempre um feito histórico, ainda mais se tratando de uma cidade secular.

“Espero que o projeto cresça cada vez mais, tanto no município quanto nos países envolvidos. Hoje, o festival atinge, em sua rede, mais de 260 cidades no mundo e mais de 4.500 seguidores reais no Instagram, além de uma média anual de 500 certificados nas edições”, ressalta Moreira.

“Dessa vez, o Festival Internacional de Música de Penedo rompeu barreiras e chegou à França, mostrando todo o potencial e riqueza da cultura penedense, especificamente no segmento musical. Não é à toa que somos uma cidade criativa pela UNESCO e está levando um pouco das nossas raízes e das nossas tradições para a Europa faz com que a nossa cultura se fortaleça ainda mais, pois é uma troca de conhecimento muito interessante”, finaliza Teresa Machado, secretária de Cultura, Lazer e Juventude.

Por Secom – PMP

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também