Skip to content

Em 2023, Desenvolvimento Sustentável intensificou combate ao descarte irregular de resíduos

  • Home
  • Maceió
  • Em 2023, Desenvolvimento Sustentável intensificou combate ao descarte irregular de resíduos

Blog

Em 2023, Desenvolvimento Sustentável intensificou combate ao descarte irregular de resíduos

Uma das maiores dificuldades para manter a limpeza da cidade em dia é o descarte irregular de resíduos nos mais de 180 pontos crônicos existentes em Maceió, feito pela própria população. Por isso, desde o início do ano, a Autarquia Municipal de Desenvolvimento Sustentável e Limpeza Urbana (Alurb) intensificou os serviços para coibir a prática com ações de fiscalização e conscientização.

Fiscalização

As equipes de fiscalização realizam um trabalho complexo na cidade, sendo responsáveis em multar os cidadãos que ignoram o bom senso e os cuidados com o meio ambiente. Durante o ano, mesmo realizando ações com o objetivo de orientar a população, mais de 475 notificações e 281 autuações foram aplicadas em pessoas e empresas que violaram o Código Municipal de Limpeza Urbana de Maceió. A multa para os infratores pode variar entre R$ 120,00 a R$ 30 mil.

Para Maria José, que é moradora do Benedito Bentes, contar com o auxílio da Prefeitura de Maceió na fiscalização do bairro é fundamental. “O povo joga lixo em vários locais aqui. Não adianta falar que eles vão lá e jogam. Com o pessoal fiscalizando e orientando, eles ficam com medo de jogar e acabam aprendendo que é errado fazer isso”, revelou.

Descarte irregular

Seguindo a luta pela extinção dos pontos crônicos de despejo inadequado de resíduos, a Alurb tem feito o mapeamento de mais de 180 locais espalhados pela capital. Neles, o órgão realiza, diariamente, o recolhimento do lixo.

Desde janeiro, mais de 224 mil toneladas de resíduos foram recolhidas. Esta quantidade de rejeitos gera um custo extra de R$ 7 milhões, o equivalente à construção de três creches ou que poderiam ser investidos no aperfeiçoamento da limpeza urbana da capital.

Ecoponto

Uma opção para quem deseja descartar móveis inservíveis da forma correta, que é um dos materiais mais encontrados em pontos de lixo, é o Ecoponto. Em Maceió, cinco equipamentos são oferecidos pela Prefeitura, de forma gratuita (confira os endereços no final do texto). Neles, além dos volumosos é possível despejar resíduos da construção civil, restos de poda de árvores. Por mês são coletadas, em média, 1.400 toneladas de materiais nestes equipamentos.

PEVs

Mais um equipamento disponibilizado pela Prefeitura de Maceió é o Ponto de Entrega Voluntária (PEV). Os locais são responsáveis por receber materiais recicláveis.

O recolhimento nos 32 PEVs da capital é feito pelas quatros cooperativas que trabalham em parceria com a Prefeitura de Maceió na reciclagem de resíduos: Coopvila, Cooplum, Cooprel Antares e Cooprel Benedito Bentes.

Além deste recolhimento, as cooperativas realizam a coleta seletiva porta a porta, atendendo cerca de 50 mil residências. Durante o ano de 2023, ao todo, elas já recolheram mais de 950 toneladas de recicláveis na capital.

Endereço dos Ecopontos:

Pajuçara: Rua Campos Teixeira, n°476;

Tabuleiro: Rua Botafogo, por trás do Posto de Saúde Dr. Ib Gatto Falcão;

Dique Estrada: Av. Governador Teobaldo Barbosa – Vergel do Lago;

Santa Lúcia: Avenida Oswaldo Ramos, 912 – Jardim Petrópolis;

Santa Maria: Av. Lourival Melo Mota, Conjunto Santa Maria, s/n – Cidade Universitária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também