Skip to content

Violência nas Escolas: Professores temem a crescente onda de violência entre alunos no Brasil

  • Home
  • Blogs
  • Violência nas Escolas: Professores temem a crescente onda de violência entre alunos no Brasil

Blog

Violência nas Escolas: Professores temem a crescente onda de violência entre alunos no Brasil

A violência na sociedade contemporânea é um fator muito visível e invade subjetivamente e objetivamente a vida de todas as pessoas. Essa ação interfere nos desejos, em ações e nas opções tomadas por indivíduos e por instituições, sendo esse um desafio social a ser enfrentado por todos. Por uma pesquisa realizada pelo Ministério da Educação, a complexidade de casos de violência social acaba afetando diversos espaços, esses que por muito tempo invadem o espaço escolar, repercutindo em casos de violência dentro da estrutura escolar, sofrendo alunos, professores e família, sendo a mesma uma devida extensão do processo de educação pós-escolar.

Com a devida compreensão deste tema, é possível observar o avanço deste problema que mesmo sendo situações não abordadas pela sociedade é clara e evidente sua existência, pois toda forma de violência é percebida por quem está nos quadros/lousas, discutindo métodos de ensino, criando oportunidades pelo conhecimento. Um em cada dez estudantes brasileiros já foram vítimas de violência dentro do meio escolar, seja verbal, física ou psicológica, dado divulgado pelo Programa Internacional de Avaliação de Estudantes.

Muitos especialistas, como a professora de psicologia Ciomara Shcneider, psicanalista de crianças e adolescentes, defendem que pais e escola devem estar mais atentos ao comportamento dos jovens e manter sempre aberto os canais de comunicação com os mesmos. Nessas situações, o diálogo continua a ser a melhor arma contra esse tipo de violência, que pode causar efeitos devastadores em crianças e adolescentes. É necessário manter uma atenção redobrada aos agressores, pois como afirma o psiquiatra Roberto Borges, a prevenção desse tipo de violência precisa ser investigada, pois muitas vezes parte de um gatilho do seio familiar, com sua transferência para a comunidade escolar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também