Skip to content

Seleção: Nem “circo”, nem “cerco”, deve existir bom senso sempre

  • Home
  • Blogs
  • Seleção: Nem “circo”, nem “cerco”, deve existir bom senso sempre

Blog

Seleção: Nem “circo”, nem “cerco”, deve existir bom senso sempre

Ao analisarmos as últimas entrevistas do técnico Dunga, notamos claramente, por diversas vezes, uma enorme ponta de ironia ou sarcasmo dele, para com os jornalistas. Entendo que, por conta da sua inexperiência como treinador em Copas do Mundo, os nervos do nosso comandante técnico estejam aflorando e sendo responsáveis por esse mal estar que está acontecendo entre técnico e imprensa nacional. Todavia, acho que pessoas mais experientes da nossa Comissão Técnica, deveriam controlar e contornar essa situação.

Compreendo também, que existem jornalistas desqualificados, como também acontece em outras profissões, mas acho que o gaúcho de Ijuí anda exagerando nos seus últimos pronunciamentos.

Tudo bem que não posso aceitar os nossos jogadores com o foco desviado da competição que vem sendo disputada na África do Sul. Não precisa maior exemplo de descompromisso com a Copa, do que o “circo” que aconteceu em 2006. Jogadores que pouco treinavam, muita badalação, treinos com invasão de inúmeros torcedores, foram alguns péssimos exemplos daquele Mundial, por parte do nosso selecionado.

Apesar do que aconteceu naquela Copa, não posso aceitar o regime extremamente rigoroso e militarista, com o qual as coisas estão sendo conduzidas na cidade de Joanesburgo. Na verdade, passamos do circo ao cerco. Em todas as coletivas, nosso técnico responde algumas perguntas com zombaria, desdenhando de profissionais que lá estão, com o intuito de trazer as notícias aos apaixonados torcedores brasileiros. Acredito que nomes devem ser dados aos bois (péssimos jornalistas para o técnico) e não, generalizar as coisas num mesmo contexto.

Como dizia minha tataravó: Caldo de galinha e bom senso, é sempre bem vindo, Dunga. Deixe o seu rancor de lado e pense melhor sobre seu comportamento ou relacionamento, para com a imprensa brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também