Skip to content

Penedense: O que fazer para evitar o provável rebaixamento?

  • Home
  • Blogs
  • Penedense: O que fazer para evitar o provável rebaixamento?

Blog

Penedense: O que fazer para evitar o provável rebaixamento?

Restando ainda mais sete partidas para o encerramento do Alagoano 2012 e estando a três pontos do nono e oitavo colocados, sou obrigado a reconhecer que a situação do Penedense, matematicamente falando, não é tão desesperadora, pois serão disputados 21 pontos ainda e apenas quatro o separa do “céu”, ou seja, da oitava posição.

Entretanto, a situação se complica por demais, quando presenciamos nos trabalhos diários do Centenário das Alagoas, um tremendo desanimo tomando conta do grupo de jogadores. Aí e por conta desse detalhe, a diferença matemática se agiganta e o terror da Segunda Divisão começa a povoar os meus pensamentos.

Nessa reta final de competição, já vamos com o terceiro técnico comandando o elenco de um clube que já contratou cerca de quase cinquenta jogadores. Esse numero reflete bem os equívocos que aconteceram até aqui. Se houve necessidade de contratar esse quantitativo exagerado de atletas, significa dizer que a grande maioria deles não prestava e não fazia por merecer vestir a camisa do time ribeirinho. Daí, a necessidade de novos nomes estarem constantemente chegando ao Alfredo Leahy.

Diante dessa triste realidade que se apresenta, creio que o melhor caminho seja tentar, diretoria e comissão técnica, recuperar a auto-estima desse grupo que aí está e principalmente, uni-los em torno de um objetivo comum, que é salvar o Penedense do famigerado rebaixamento.

Não é fácil, mas se o fator motivacional estiver em alta, ele será de fundamental importância para uma guinada positiva na pífia campanha que estamos realizando no campeonato, até o momento.

Estamos presenciando, de longe, uma série de reuniões entre membros da comissão técnica e jogadores. Torço muito para que as mesmas surtam efeito e tenhamos um “novo time”, daqui para a frente no Estadual.

Uma equipe de machos, guerreiros, raçudos, lutadores e voluntariosos. É isso que eu e todos os desportistas penedenses queremos. Perder é do jogo, mas sem nenhum poder de reação, apático e sem nenhum interesse pelo resultado, isso é inaceitável / inadmissível. Se essa mudança de comportamento não acontecer à partir do próximo domingo diante do CEO, sou obrigado a confessar que a Segundona nos esperará em 2013.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também