Skip to content

O folclore no rádio. Eles que contem os meus…

  • Home
  • Blogs
  • O folclore no rádio. Eles que contem os meus…

Blog

O folclore no rádio. Eles que contem os meus…

Cadáver deitado


Era início dos anos 90 quando o então governador do estado, Moacir Andrade, construiu aquele imóvel que sempre denominei de “IMI (Instituto Médico Ilegal)”, que na verdade nunca funcionou, em um anexo à delegacia de Penedo.

Sabíamos que, apesar da boa vontade do governador penedense, dependia da Assembléia Legislativa a aprovação de lei específica, criando o tão sonhado IML de Penedo, e da realização de concurso público para o preenchimento dos cargos técnicos que o dito cujo IML necessitaria para que pudesse funcionar, o que obviamente não aconteceu.

Ainda hoje, mais de 20 anos depois, o IML Estácio de Lima, na capital e o IML de Arapiraca, construído bem depois, não funcionam adequadamente.

Mesmo assim, durante muito tempo a estrutura recebia os corpos das vítimas de diversas ocorrências, enquanto o rabecão se deslocava para Penedo.

Numa dessas ocorrências, Lula Costa, repórter da Rádio Penedo FM, fez a coberta do sinistro.

Através das ondas da 97,3, entra no ar a vinheta do “Plantão de Notícias da Rádio Penedo FM” e direto do pseudo IML Lula Costa entra no ar:

-“Bom dia amigos ouvintes da Rádio Penedo FM, nós falamos diretamente do Instituto Médico Legal de Penedo e eu estou aqui diante de um cadáver deitado.”

Sereias no apartamento

Sete da manhã, programa Vida Real no ar. Enquanto faço a produção do Lance Livre que vai ao ar logo após, acompanho a programação.

De repente, uma manchete desperta minha atenção. Luis Carlos, o Luisão, com seu vozeirão característico, dispara:

– Mulher é presa com sereias no apartamento!!!!!

Tomei um susto. Como? Hein? O que? Por um momento fiquei em dúvida sobre o que teria ouvido. Perguntei ao Ednaldo Dantas. Ele confirmou. Sereias no apartamento? Seria uma festa à fantasia? Um fetiche?

Entrei silenciosamente no estúdio, posicionei-me por trás do locutor que no momento lia as fichas dos patrocinadores e rolei o texto na tela do computador.A manchete era:

MULHER É PRESA COM CEREAIS NO APARTAMENTO

Homem do sexo masculino

O telefone toca na redação e o fato se transforma em notícia. É assim o tempo inteiro.
Quem trabalha com ela, a notícia, sabe que o que acontece é sempre o mais importante e isso nos obriga a abrir parênteses em nossa própria vida.

O telefone tocou e do outro lado alguém informava que tinha encontrado um corpo. Era hora de almoço. Rafael Medeiros e Paulo César estavam encerrando o meio-expediente.
Mas, como sempre, a notícia é mais importante e lá se vão os dois em busca do local onde estaria o cadáver.

Localizada a fonte, encontrado o local, ligado o equipamento, Rafael se prepara para a notícia e do estúdio Jorge Wilson prepara o ritual:

Vinheta do plantão no ar e entra Rafael Medeiros:

“Boa tarde Jorge Wilson, boa tarde ouvintes da rádio Penedo FM. Inicio de tarde com mais um acontecimento que marca a onda de violência que assola a cidade. Estamos na Fazenda Piauí e a informação passada para a rádio Penedo FM está confirmada. Aqui, no meio do mato encontra-se o corpo de um homem do sexo masculino….”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também