Skip to content

E o CAPS AD, sai ou não sai?

Blog

E o CAPS AD, sai ou não sai?

Drogas. Essa tem sido a principal mazela da sociedade, destruindo famílias, transformando a vida de milhares de jovens e desencadeando uma verdadeira guerra nas comunidades.
Em Penedo, a situação é dramática.

As drogas, maconha, cola, o maldito crack e até mesmo a cocaína, considerada uma droga mais cara, estão presentes no dia a dia da comunidade.

Diariamente, nos estúdios da Rádio Penedo FM, somos procurados por famílias que buscam tratamento para jovens adolescentes e até crianças que já estão entregues aos males do vício. Sem sucesso.

Como a demanda é muito maior que as vagas existentes nos raríssimos centros de tratamento que sobrevivem em Alagoas, espera-se com ansiedade pela implantação do CAPS AD – Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas, especializado para essa clientela.

O CAPS AD de Penedo, aprovado pelo Ministério da Saúde na gestão passada (um trabalho iniciado pelo ex-secretário Nilson Ernesto e finalizado pelo também ex-secretário Robson Lessa), recebeu no dia 15 de setembro último, através da Ordem de Pagamento Bancário nº 826164, depositada na conta da Secretaria de Saúde do município no Banco do Brasil, Agência Penedo, uma verba no valor de R$ 50.000,00 ( cinqüenta mil reais) para sua instalação.

Segundo os técnicos do Ministério da Saúde, o município perde o recurso se não for utilizado até o dia 15 de dezembro, portanto, 90 dias após a sua disponibilização.

Será que o Deputado Givaldo Carimbão tem razão quando diz que esse tipo de verba não tem resultado prático quando aplicado pelo poder público?

Segundo ele, o governo deveria destinar esses recursos para Organização Não Governamentais porque, na verdade, são essas entidades que realizam o trabalho de atendimento aos jovens vítimas das drogas em nosso estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também