Skip to content

Complexo esportivo da orla de Penedo pede socorro

  • Home
  • Blogs
  • Complexo esportivo da orla de Penedo pede socorro

Blog

Complexo esportivo da orla de Penedo pede socorro

Numa cidade onde existem poucos locais para a prática do desporto, a atual situação do complexo esportivo da nossa orla fluvial, em estado deplorável, nos deixa deveras preocupado com o futuro da juventude penedense.

Ao vermos aquele cartão-postal, no estado de relativo abondono, à mais de sessenta dias sem receber os reparos tão necessários, questiono aonde os nossos jovens podem exercer as suas atividades físicas, tão necessárias para o desenvolvimento salutar de qualquer ser humano. Acrescente-se à isso, a máxima que diz: jovem praticando esporte, dificílmente será cidadão ligado às drogas. Esse sim, fator de suma importância e que tantos males tem causado nos dias de hoje, a sociedade em que vivemos.

Ao analisarmos o panorama geral das nossas praças esportivas, percebemos a necessidade de melhorias em todas elas, sem exceção, senão vejamos: o ginásio Pe. Manoel Vieira, pertencente ao Colégio Estadual, que sofreu a ação inevitável do tempo, sendo corroído em grande parte da sua estrutura física, chegou inclusive a receber o veto do Corpo de Bombeiros, por questões de segurança. O Governador Téotônio Vilela prometeu a sua recuperação em uma das vezes que se fez presente em nossa cidade, mas até aqui, nada acointeceu.

Outro local preferido pela juventude ribeirinha é quadra do Raimundinho, que desde a última reforma, realizada pelo ex-Prefeito Március Beltão, ficou com um piso muito irregular, piorando esse quadro com o passar dos anos. As quadras da Rocheira e do Oiteiro, estão numa situação de tamanha calamidade, que faltam adjetivos para caracterizar o real quadro das mesmas. Faltam traves, pinturas, redes, pisos irregulares e ausência de alambrados, são alguns dos ítens que saltam aos olhos até mesmo dos cidadãos mais alienados. Hoje, estamos orfãos de quadras públicas para a prática do futsal, esporte esse que desperta o interesse em jovens e adultos, ficando em segundo lugar na preferência dos desportistas, perdendo a primeira colocação apenas para o futebol de campo.

Na orla fluvial de Penedo, decorridos aproximadamente sessenta dias do acontecido, a quadra poliesportiva está com parte do seu piso afundado devido ao entupimento que ocorreu num cano de esgoto que existe naquele lugar. Ao transbordar, o piso cedeu e os dejetos passaram a fluir e poluir a quadra de areia, tão utilizada para a prática do fute-vôlei e do vôlei de areia. Atualmente, ambas estão impossibilitadas de receberem os praticantes desses esportes e já deveriam ter passado pelos reparos tão necessários pois, pessoas apaixonadas pelo esporte e que frequentam o local, independentemente de serem aliadas ou não do atual Prefeito Alexandre Toledo, clamam pelas reformas naquela localidade.

Outro ponto a ser questionado na nossa orla, é a péssima condição do gramado do campo de futebol soçaite ali existente. Ao olharmos a proximidade do mesmo em relação ao querido Rio São Francisco e vermos o estado deplorável daquele piso de jogo, questiono: se nós morássemos no sertão ou no agreste, como seria? Inadmissível o que podemos ver. Falta grama, a pouca que lá existe, dá mostras de maus tratos, faltando a aplicação de produtos para efetivar uma situação condizente com um verdadeiro cartão-postal e olhe que o responsável pelo local, nosso amigo Manoel Félix, é um apaixonado por tudo aquilo ali, mas só pode fazer o que está ao seu alcance. Se lhe derem condições satisfatórias, garanto que a coisa melhorará no ex-cartão-postal da nossa cidade.

Deixo aqui o alerta para as autoridades competentes. Cuidem das nossas praças esportivas para que tenhamos uma sociedade melhor hoje e no futuro, obrigação precípua de quaquer administrador público. Por favor, salvem a nossa juventude!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também