Skip to content

Bacia do Amazonas: nível do rio Negro, em Manaus, se aproxima da faixa da normalidade

  • Home
  • Meio Ambiente
  • Bacia do Amazonas: nível do rio Negro, em Manaus, se aproxima da faixa da normalidade

Blog

Bacia do Amazonas: nível do rio Negro, em Manaus, se aproxima da faixa da normalidade


Com o fim da estação seca em parte da região amazônica e o aumento no volume de chuvas, os rios da Bacia do Amazonas registram elevação dos níveis. Após atingirem mínimas históricas, algumas estações se aproximam da faixa de normalidade para o período, conforme indica o 59º Boletim de Alerta Hidrológico do Serviço Geológico do Brasil.

“Analisando a climatologia e os dados hidrológicos atuais, podemos perceber que houve uma recuperação dos níveis em todas as estações monitoradas do SAH Amazonas. A tendência é que nos primeiros meses de 2024, os níveis estejam dentro da normalidade ou muito próximos dessa faixa”, explica o gerente de Hidrologia e Gestão Territorial da Superintendência Regional de Manaus, Andre Santos.

Em Manaus, o Rio Negro manteve o processo de enchente, subindo uma média diária de 15 cm. A cota atual é de 18,34m, próxima da faixa da normalidade. Neste ano, o Negro chegou à cota mínima de 12,7m – o nível mais baixo em 100 anos de série histórica.

O Rio Solimões registrou elevações diárias de 14 cm em Tabatinga, alcançando a cota de 9,21m, o que está dentro da faixa da normalidade. Em Manacapuru, estação mais à jusante e próxima do encontro das águas, o Solimões manteve o processo de elevação regular diária na ordem de 16 cm, com níveis próximos à normalidade para a época. A cota atual na estação é de 9,76 m.

Nas estações de Porto Velho (RO) e Humaitá (AM), observou-se oscilações no rio Madeira, representando uma fase de estagnação no processo de subida em que os níveis atuais são de 7,55 m e 14,85 m, respectivamente.

Nas estações monitoradas no Rio Amazonas, os níveis seguem processo normal de enchente apesar de ainda apresentarem níveis abaixo da faixa de normalidade. Na estação de Careiro da Várzea (AM) a cota registrada foi de 6,03m, em Itacoatiara (AM) 5,01 m, em Parintins (AM) 58 cm, em Óbidos (PA) 1,38 m, em Almeirim (PA) 2,88 m e em Santarém (PA) 1,86 m.

Em Beruri (AM), o Rio Purus também registra níveis próximos à faixa da normalidade, com cota de 11,56 m. Na estação da cidade de Rio Branco (AC), o nível do rio Acre alcançou 6,88 m, após começar a semana com descidas e retomar o processo de enchente com elevação acentuada.

O Rio Branco em Roraima passou por oscilações nos níveis das estações monitoradas. Em Boa Vista (RR), a cota ainda não entrou na faixa de normalidade e atingiu 80 cm, em Caracaraí a cota está dentro do esperado para época e registra 1,37 m.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também