Skip to content

Anvisa prioriza análise de pedidos de registro de repelentes de insetos

  • Home
  • Brasil/Mundo
  • Anvisa prioriza análise de pedidos de registro de repelentes de insetos

Anvisa prioriza análise de pedidos de registro de repelentes de insetos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) irá priorizar a análise das petições de registro e de mudança do registro dos produtos cosméticos do grupo “repelentes de insetos”. Com isso, a sociedade poderá acompanhar a fila de petições de registro e de mudança de registro (pós-registro) de forma individualizada.

A ação de priorização foi discutida no âmbito Grupo de Trabalho interno da Anvisa sobre a Dengue (GT-Dengue).

A eficácia dos repelentes na prevenção da doença é destacada no Manual do Ministério da Saúde para Diagnóstico e Manejo Clínico da Dengue , de 2024. O documento reforça a necessidade de uso desses produtos em pacientes sintomáticos suspeitos de dengue, pois estes podem ser fonte de infecção do vírus para o mosquito e contribuir com a transmissão.

Segundo o informe semanal do Centro de Operações em Emergência (COE – Dengue) do Ministério da Saúde (atualizado em 20 de fevereiro de 2024) os dados de casos de dengue indicam:

688.461 casos prováveis de dengue, dos quais 5.561 foram casos graves.

122 óbitos confirmados e 456 óbitos em investigação.

taxa de letalidade em casos graves, até o momento, é de 2,20 , em comparação ao índice de 4,80 de todo o ano de 2023.

Conforme análise de especialistas, o cenário epidemiológico ainda não atingiu seu pico de transmissão e de casos, e a situação, portanto, pode se agravar. Nesse contexto, a Agência soma esforços priorizando a entrada de novos produtos no mercado. A priorização será mantida enquanto perdurar o preocupante cenário epidemiológico de transmissão da dengue.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também