Skip to content

Alagoas tem a primeira oficial do Estado Maior integrando o Alto Comando da PM

  • Home
  • Alagoas
  • Alagoas tem a primeira oficial do Estado Maior integrando o Alto Comando da PM

Blog

Alagoas tem a primeira oficial do Estado Maior integrando o Alto Comando da PM

Alagoas segue avançando na paridade de gênero. Após o Estado ser o primeiro Governo no Brasil a ter a sua maioria feminina no secretariado e em cargos de liderança, agora a Polícia Militar de Alagoas conta com a sua primeira mulher do quadro de Oficiais do Estado-Maior em um cargo no Alto Comando da Corporação. O comandante-geral da PM, coronel Paulo Amorim,  nomeou a tenente-coronel Josiene Lima como diretora de Comunicação Social da Instituição.

A oficial superior segue fazendo história na Polícia Militar. Ela que foi a primeira mulher a comandar o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) e o 5º Batalhão,  Unidade que abrange o policiamento do bairro do Benedito Bentes e região – agora se torna a primeira mulher a integrar o Alto Comando da Corporação.

“Compor o Alto Comando, como a primeira Oficial Combatente nesta posição, vai além de ocupar um cargo, representa uma conquista marcante e emocionante em minha carreira e um importante legado para as oficiais que virão em seguida. Cada passo, cada desafio enfrentado ao longo do caminho, me preparou para este momento único e especial. Acredito profundamente no poder da força e da ousadia  feminina para superar obstáculos e inspirar outras mulheres”, enfatizou a tenente-coronel.

A Diretoria de Comunicação Social foi criada através do decreto governamental 93.446, que estabeleceu a  nova organização básica da PM/AL. A DCS é a responsável pela gestão da comunicação interna e externa, marketing, cerimonial e eventos da Instituição.

Para o comandante-geral da PM, Paulo Amorim, ter uma mulher no Alto Comando é motivo de orgulho e reconhecimento. “A nossa caserna está repleta de grandes mulheres. São oficiais e praças compromissadas com o bom andamento da corporação, altamente qualificadas  e empenhadas com a Segurança Pública de Alagoas”, destacou.

Josiene Lima, a profissional e a mulher

Nascida em Penedo, a tenente-coronel Josiene Lima incorporou na PM-AL em 5 de março de 2001, fez o Curso de Formação de Oficial na Academia de Polícia Militar Arnon de Mello (APMSAM) e foi declarada aspirante-a-oficial em 12 de dezembro de 2003. Fez mestrado profissional em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública no Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais na Academia do Barro Branco da PM do Estado de São Paulo.

É graduada em Relações Públicas pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal); especialista em Comunicação Empresarial pelo Centro de Ensino Superior de Maceió; em Gestão da Comunicação e Marketing Institucional pela Universidade Castelo Branco; em Comunicação Social e em Coordenação Pedagógica, ambos pelo Centro de Altos Estudos do Exército Brasileiro. Foi Chefe do Núcleo de Relações Públicas e Ações Sociais da Assessoria de Comunicação da PM-AL, comandante do Batalhão de Polícia Escolar e a primeira mulher a comandar o BPRv e o 5º BPM; atuou no cerimonial do Tribunal de Justiça de Alagoas, foi Diretora da Divisão Técnica do Colégio da Polícia Militar, subcomandante e Chefe da Seção Técnica de Ensino do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças, Diretora da Divisão Técnica da APMSAM e chefe da 4ª Seção do Estado Maior Geral.

Mulheres na PM/AL

Atualmente, a Instituição conta com 1.304 mulheres servindo na ativa, entre os quadros de oficiais e praças. Esse total representa 16,88% do efetivo total. O primeiro passo na trajetória da figura feminina na PM de Alagoas foi em 1988. As pioneiras ao oficialato foram enviadas para se qualificarem nos estados de Pernambuco e Minas Gerais, retornando no ano de 1990 para exercerem suas funções na segurança pública. À época, ainda não havia Academia de Polícia em Alagoas. Já em 1989, um grupo de 35 mulheres finalizou o primeiro Curso de Formação de Soldados Femininos e outras 11 guerreiras concluíram o de Formação de Sargentos Femininos. Era a primeira vez que cursos, neste formato, ocorriam em terras alagoanas — tornando-se um marco na história da Corporação.

Por Agência Alagoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também