Skip to content

Alagoas receberá investimento de 500 milhões até 2010

Blog

Alagoas receberá investimento de 500 milhões até 2010

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, confirmou ao governador Teotonio Vilela Filho durante cerimônia, nesta sexta-feira (03) na cidade de Arapiraca, sobre a conclusão dos estudos e determinação para o leilão das obras de expansão de abastecimento de energia elétrica. Os investimentos beneficiarão todo o estado de Alagoas, especialmente o município de Arapiraca e toda a região do Agreste, totalizando o valor de R$ 500 milhões até o final de 2010.

O Ministério de Minas e Energia atendeu a solicitação de uma linha e uma subestação em 230 kv em Arapiraca, sendo as duas obras no valor de R$ 60 milhões, pertencente a rede básica do Sistema Interligado Nacional. Outro investimento será em Maceió para a construção de outra subestação de 230 kv, com início de operação previsto para o segundo semestre de 2011. Além das obras, foram liberadas diversas ampliações e reformas no sistema energético do estado, como o aumento da capacidade da subestação Zebu – sistema Paulo Afonso -, atualmente de 69 Kv para 230 Kv, no valor de R$ 40 milhões, localizado às margens do rio São Francisco, em Delmiro Gouveia.

Além da construção das duas subestações de Arapiraca e Maceió, o ministro Edison Lobão informou que a pretensão do Ministério é construir mais cinco novas obras “para que o estado de Alagoas possa ampliar-se ainda mais”. “Há outra grande obra para ser realizada provavelmente em Alagoas”, o ministro se referiu a construção de uma usina nuclear no estado alagoano, já que o Ministério anunciou no início do ano a construção de duas unidades no nordeste e duas no centro-sul. Ele explicou que a instalação de usina de energia nuclear traz diversas oportunidades de riquezas, onde apenas a instalação tem previsão de investimentos de 6 bilhões de dólares e “Alagoas tem condições muito boas para que a usina se instale aqui”.
O governador Teotonio Vilela Filho lembrou o caminho percorrido até a confirmação oficial dos investimentos em Alagoas. Ele citou que após um mês do início dos trabalhos do governo do Estado, em 2007, recebeu os empresários da região do Agreste no Palácio que apresentaram o grande gargalo da região: o abastecimento energético. Com a demanda apresentada, o governador, acompanhado do secretário do Desenvolvimento Econômico, Energia e Logística, Luiz Otavio Gomes, procurou a diretoria da Companhia Energética de Alagoas (Ceal), que apresentaram as soluções possíveis. Reuniões diversas e empenho de diversos atores, como o senador Renan Calheiros e o prefeito de Arapiraca Luciano Barbosa, fortaleceram as solicitações apresentadas no Ministério de Minas e Energia.

O governador destacou o grande potencial energético do estado, onde o governo deposita total atenção, tanto na criação do Balanço Energético de Alagoas, após 22 anos, como a realização de estudos por meio de convênios com a Eletrobrás, como o Atlas Eólico e o Atlas Solarimétrico.
Para Luiz Otavio Gomes os investimentos são fundamentais para o desenvolvimento da região do Agreste que irão beneficiar as empresas já existentes e as que estão chegando. O secretário destacou dentre os empreendimentos a Mineração Vale Verde, localizada em Craíbas, como grande beneficiada pelas obras confirmadas, já que a energia e a água são os principais insumos para o funcionamento da mineradora. A Mineração Vale Verde já responde pela geração de 100 empregos diretos, nesta fase de estudo e elaboração de projetos, onde já foram investidos cerca de R$ 60 milhões, que quando iniciar a extração produzirá 15 milhões de toneladas ao ano. Economia – O presidente da Federação do Comércio de Alagoas, Wilton Malta, explicou que a cidade de Arapiraca possui cerca de 1.500 empresas de comércio de bens, que sofriam com a deficiência do abastecimento de energia. Após a confirmação do
Ministério, o presidente afirma que representará a garantia de novos empreendimentos na cidade e região.
De acordo com o diretor de logística do Grupo Coringa, a indústria instalada em Arapiraca, teve que investir, adquirindo 5 geradores de energia, para abastecer a indústria nos horários considerados críticos, entre às 17h e 21h. Há 40 anos no
mercado de Alagoas, a marca Coringa é responsável pela produção de fumo, café, milho, arroz e plásticos.

A confirmação das obras pelo ministro Edison Lobão se transformou numa ação festiva, que contou com a presença dos deputados estaduais e federais, prefeitos da região além de empresários da cidade de Arapiraca. Após a cerimônia no Fórum de Justiça Orlando Manso, a comitiva visitou o povoado de São José, para a inauguração de mais uma ligação elétrica realizada na zona rural do estado de Alagoas por meio do Programa Luz Para Todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

Mais Comentadas

Veja Também