02 Junho 2021 - 08:14

Dia de Conscientização Contra Obesidade Infantil é tema de campanha da Secretaria de Educação de Penedo

Assessoria
SEMED Penedo adota alimentação saudável para alunos da rede municipal

Com o intuito de alertar a população sobre os riscos e cuidados necessários para o combate a obesidade infantil, o dia 3 de junho é dedicado ao tema, sobretudo em relação a obesidade mórbida em crianças.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, este é considerado um dos principais desafios para o século 21.

Biscoitos recheados, salgados ultra processados, sucos industrializados, achocolatados e refrigerantes estão entre os alimentos causadores da obesidade infantil.

Por isso, a presença de alimentos inadequados na lancheira das crianças alertou a Secretaria Municipal de Educação (Semed) da Prefeitura de Penedo em relação à essa questão.

Combate a Obesidade Infantil

O setor de alimentação escolar e os técnicos da SEMED vem orientando desde antes da pandemia do COVID-19 os professores, diretores, coordenadores e demais profissionais que trabalham na Educação Infantil da Semed Penedo, sobre a importância da alimentação correta.

Com isso, a pasta passou a estimular o consumo de frutas, cereais, grãos, legumes e verduras entre crianças com faixa etária de 03 a 06 anos, período considerado importante para aceitação de uma alimentação de qualidade e ao desenvolvimento da criança.

De acordo com Carla Sampaio, Nutricionista da SEMED, a Secretaria Municipal de Educação durante a realização das aulas presenciais, interrompidas no ano de 2020, devido a pandemia de Covid-19, retirou os alimentos ultra processados da merenda escolar dos alunos.

Esse são produtos alimentícios feitos com ingredientes industriais passando por um processamento tão intenso que acabam perdendo a estrutura, cor, sabor, sendo preciso adicionar emulsificantes, aromatizantes, corantes, entre outras substâncias.

A SEMED Penedo desenvolve um projeto com foco na alimentação infantil, com as crianças da Pré-escola sobre educação alimentar e nutricional, encabeçado pela Coordenação da Educação Infantil.

Esse trabalho visa ensinar desde cedo os alunos a escolherem alimentos saudáveis.

Com a interrupção das aulas presenciais, os alimentos adquiridos pelo PNAE- Programa Nacional de Alimentação Escolar e que fariam parte da merenda dos alunos são distribuídos pela pasta, para as famílias dos alunos evitando assim o desperdício desses itens.

Mantendo o foco na alimentação saudável, são entregues kits compostos por frutas e verduras, plantadas por agricultores familiares penedenses, sem o uso de agrotóxicos.

Orientação aos pais

A equipe técnica da SEMED, orienta aos pais e também realiza a avaliação nutricional dos alunos.

Com o diagnóstico de sobre peso ou obesidade, os profissionais da Secretaria de Educação se reúnem com os pais, informando a situação daquela criança com relação ao seu peso.

Orientando-os a modificar a alimentação dessas crianças para voltarem ao peso ideal para suas faixas etárias.

“Aumentamos os alimentos considerados saudáveis, entre esses os in natura, como frutas e legumes no cardápio escolas, para que as crianças tenham acesso a esses alimentos, obtendo também informações sobre a importância da escolha da alimentação correta”, afirmou a nutricionista.

Dados divulgados da Organização Internacional World Obesity mostram que atualmente cerca de 158 milhões de crianças e adolescentes entre 05 e 19 anos convivem com o excesso de peso, e esse número deve aumentar para 254 milhões em 2030 em todo o mundo.

As crianças com obesidade têm grandes chances de se tornar adultos obesos e desenvolver diversas doenças crônicas como hipertensão, diabetes, infarto, entre outras.

Para a Secretária Municipal de Educação Cíntya Alves, esse trabalho de conscientização é de extrema importância, devendo ocorrer tanto no ambiente escolar, quanto estimular os pais a adotarem em casa os alimentos saudáveis, deixando de fora os ultra processados.

“Acreditamos que, se a gente inicia, desde cedo, com os pequenininhos, eles vão criando a consciência de hábitos saudáveis que serão levados para o resto da vida”, explica Cíntya Alves.

por Assessoria

Comentários comentar agora ❯