08 Fevereiro 2010 - 15:04

Prefeitura ouve carteiros do CDD Mundaú em consulta pública

Graça Carvalho

A Prefeitura de Maceió realizou, nesta segunda-feira (8) pela manhã, consulta pública para ouvir os carteiros, dando continuidade à série de atividades preparatórias ao Plano Integrado de Promoção ao Direito Humano à Segurança (Maceió Mais Segura).

Durante a consulta, acompanhada pelo diretor dos Correios em Alagoas, Carlos Roberto Medeiros, os carteiros do CDD Mundaú apontaram uma série de problemas relacionados às áreas de risco na Levada, Vergel do Lago, Virgem dos Pobres I, II e III, Rua Santa Margarida (Trapiche) e Grota Santa Helena (Jaqueira), região onde o grupo atua.

Para o carteiro Daniel Gomes, que atuava em Curitiba e está há quatro anos em Maceió, a violência na cidade parece banalizada, sobretudo nos finais de semana. “Ele destacou a falta de áreas de lazer para os jovens.

“Precisamos de ações efetivas no combate direto, melhorar o sistema prisional e investir em educação e qualificação dos jovens”, opinou o carteiro Carlos Amauri.
Para o secretário municipal de Direitos Humanos, Segurança Comunitária e Cidadania, Pedro Montenegro, o grande número de carteiros que afirmou ter presenciado alguma cena de violência durante o trabalho só vem comprovar a importância de um trabalho integrado de promoção do direito humano à segurança.

As consultas com os carteiros e carteiras de Maceió prosseguem durante a semana. Nesta terça-feira (9), às 9h, a equipe da Semdisc estará no CDD Ponta Verde (Rua Luiz Campos Teixeira, 1330) para ouvir as equipes que atuam em áreas de risco na Grota do Arroz, Grota do Rafael, Grota do Cigano e na AL 101 Norte (Ipioca).
 

por Secom Maceió

Comentários comentar agora ❯