11 Abril 2021 - 19:08

Boletim desta domingo: Alagoas tem 161.353 casos da Covid-19 e 3.802 óbitos

Agência Alagoas
Foram registradas mais 22 mortes em Alagoas nas últimas 24 horas

O Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), deste domingo (11/04), confirma mais 1.228 novos casos de Covid-19 em Alagoas. Dessa forma, o estado tem um total de 161. 353 casos confirmados do novo coronavírus até o momento, dos quais 3.292 estão em isolamento domiciliar. Outros 153.487 pacientes já finalizaram o período de isolamento, não apresentam mais sintomas e, portanto, estão recuperados da doença. Há 9.445 casos em investigação laboratorial. Foram registradas 22 mortes em território alagoano. Com isso, Alagoas tem 3.802 óbitos por Covid-19.

Os casos confirmados de pessoas com a Covid-19 estão distribuídos nos 102 municípios alagoanos. Em relação ao quadro total de óbitos em Alagoas, estão confirmados 3.802 óbitos por Covid-19, mas, oito deles, eram de pessoas residentes em Pernambuco, São Paulo, Santa Catarina e Bahia, tendo como vítimas seis homens e duas mulheres. Dos 3.794 óbitos de pessoas residentes em Alagoas, 2.118 eram do sexo masculino e 1.676 do sexo feminino. Eram 1.735 pessoas que residiam em Maceió e as outras 2.059 moravam no interior do Estado, segundo o Centro de Informações Estratégicas .de Vigilância em Saúde (Cievs), da Sesau.

Óbitos – No boletim deste domingo (11/04), mais 22 mortes foram confirmadas, laboratorialmente, por causa do novo coronavírus, sendo 10 vítimas da capital alagoana e 12 do interior do Estado. As vítimas de Maceió eram três homens, sendo dois de 57 e um de 64, além de sete mulheres, sendo uma de 37, duas de 48, uma de 54, uma de 59, uma de 66 e uma de 74 anos.

O primeiro homem de 57 anos não tinha comorbidades e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; o segundo homem de 57 anos era tabagista e morreu em seu domicílio; o homem de 64 anos tinha epilepsia e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; a mulher de 37 anos tinha lúpus e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; a primeira mulher de 48 anos era hipertensa, diabética e morreu no Hospital Universitário (HU) de Maceió; a segunda mulher de 48 anos era hipertensa, diabética e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; a mulher de 54 anos era hipertensa, diabética e morreu também no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; a mulher de 59 anos não tinha comorbidades e morreu no Hospital Regional da Mata (HRM), em União dos Palmares; a mulher de 66 anos era ex-tabagista e morreu no Hospital Veredas, em Maceió; e a mulher de 74 anos era hipertensa, diabética e morreu no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió.

Em relação as 12 vítimas que residiam no interior do Estado, eram cinco homens de 45, 69, 75, 85 e 89 anos e sete mulheres, sendo uma de 30, uma de 38, uma de 52, duas de 60, uma de 64 e uma de 77 anos. O homem de 45 anos morava em Minador do Negrão, era hipertenso, diabético e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca; o homem de 69 anos morava em Junqueiro, tinha Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), diabetes, hipertensão, sequelas de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e também morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca; o homem de 75 anos morava em Palmeira dos Índios, tinha esquizofrenia, sequelas de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; o homem de 85 anos residia na Barra de Santo Antônio, era hipertenso e morreu no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió.

O homem de 89 anos morava em São Miguel dos Campos, era diabético, hipertenso e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; a mulher de 30 anos morava em Santana do Mundaú, tinha asma e morreu no Hospital Regional da Mata (HRM), em União dos Palmares; a mulher de 38 anos morava em Viçosa, era tabagista e morreu no Hospital Regional da Mata (HRM), em União dos Palmares; a mulher de 52 anos residia em Rio Largo, era obesa, diabética e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; a primeira mulher de 60 anos residia em Marechal Deodoro, era diabética, hipertensa, obesa e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió;

A segunda mulher de 60 anos morava na Barra de Santos Antônio, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; a mulher de 64 anos morava em São Miguel dos Milagres, era hipertensa, diabética, cardiopata, obesa e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; e a mulher de 77 anos morava em Arapiraca, tinha diabetes, doença cardíaca crônica e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca.

Leitos de Covid-19 do Estado – Dos 1.355 leitos criados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) para atender, exclusivamente, pacientes com suspeita e confirmação de infecção pelo novo coronavírus, 780 estavam ocupados até às 16 horas do sábado (10/04), o que corresponde a 58% do total. Atualmente, 323 pacientes estão em leitos de UTI, 13 ocupando leitos intermediários e 444 em leitos de enfermaria.

por Sesau

AquiAcontece.com.br © 2016 - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do AquiAcontece.com.br.