Olhar do Turismo – Por Fabrício Vasconcelos

Olhar do Turismo – Por Fabrício Vasconcelos

Um convite ao lazer, cultura e informação

Postado em 05/09/2017 09:00

A surpreendente Ladeira do Poderoso do Penedo - AL

Arquivo pessoal
A surpreendente Ladeira do Poderoso do Penedo - AL
Rua Alto da Pólvora ou Ladeira do Poderoso - Barro Vermelho

Quem já passou pela rua Alto da Pólvora não imagina que ali existe uma grande história envolvendo mistério, lenda e religião. Nem mesmo os moradores mais antigos desta rua já ouviram o termo “Ladeira do Poderoso” fazendo referência a sua rua. Um fato (ou lenda) histórico apagado pelo tempo na memória de grande parte dos penedenses, porém, que está registrado nos preciosos arquivos da Fundação Casa do Penedo e que o blog Olhar do Turismo tem a maior satisfação de mostrar ao leitor.

Igreja Santo Antônio - Barro Vermelho

Antes de descrever o motivo que deu origem ao nome “Ladeira do Poderoso”, é necessário contar que a rua Alto da Pólvora está localizada no bairro Santo Antônio, popularmente conhecido por “Barro Vermelho”. Foi neste bairro que começou a povoação do Penedo e, antigamente, era chamado de bairro Rocheira, devido as primeiras casas terem sido construídas lá no alto das rochas onde as embarcações atracavam para descarregar suas cargas.

Acervo do jornalista Nilo Sérgio Belo Pinheiro

Com o passar de muitos anos, o rio teve seu volume reduzido e, consequentemente, tivemos maior espaço de terra para construção de pontos comerciais promovendo o desenvolvimento do comércio naquele entorno. Quem vai ao bairro Santo Antônio, pode reparar que próximo a igreja de Santo Antônio existe um cais e este (cais) foi construído pelos moradores na primeira década de 1900 para nivelar a rua.

  

Cais do Barro Vermelho - Próximo à Igreja de Santo Antônio

O que impressiona é a capacidade de mobilização dos moradores deste bairro desde os tempos antigos. Para quem não sabe, os moradores se organizaram para transportar o barro vermelho, formado por argila, areia e filte, até a igreja de Santo Antônio, estimulados por cânticos e rezas comandados pelos capuchinhos Frei Angélico e Frei Gaudêncio. Isto foi feito em troca, com o governo, da reforma da igreja de Santo Antônio do Barro Vermelho que se encontrava em péssimo estado de conservação. É diante desse fato que já sabemos o porquê do nome Barro Vermelho ou Bairro Santo Antônio.

 

 

Praça da Alegria - Barro Vermelho

As novas áreas para construção deram origem às extintas fábrica têxtil e fábricas de óleo e sabão que, mesmo diante da exploração da mão de obra, garantiram a renda de mais de mil trabalhadores. Mas, o que resiste até hoje é um pequeno e secular estaleiro, situado às margens do rio, onde, vez ou outra, encontramos artesãos realizando a arte de fazer barco.

 

Antiga fábrica de sabão e atual Marina do Penedo - Barro Vermelho 

Do muro amarelo ao vermelho, todo este espaço pertencia à fábrica têxtil - Barro Vermelho

Esta casa pertencia ao dono da fábrica têxtil 

História para contar sobre o Barro Vermelho é o que não falta, por isso deixemos para descrever, muito mais, em outras oportunidades e voltemos ao curioso motivo que deu origem a nome “Ladeira do Poderoso”, citando, na íntegra, um trecho do livro Arruando Para o Forte, de Francisco Sales:

“(A Ladeira do Poderoso)... deve seu nome ao Santo Padre Francisco. Dizem que padre Francisco era milagroso. Certa feita foi desafiado por dois incrédulos. Se era verdade que tinha poderes, que os transformasse em pedra. E assim fez. Os ateus morreram naquele instante e imediatamente se transformaram em pedras. Verdade ou lenda, o certo é que o local do acontecido se firmou como Ladeira do Poderoso, como verdade também é o fato de ter esse padre transferido a feira do Penedo do domingo para o sábado, pois os homens deviam guardar os domingos em festa, nas obrigações da missa.

Rua Alto da Pólvora ou Ladeira do Poderoso

Particularmente, achei incrível este conto e fui buscar mais informações com o autor do livro. Além de descobrir que tal fato foi esquecido pelos penedenses, fui informado que a história do Padre Francisco é muito interessante. Ele foi um revolucionário, preso nos cárceres da Bahia e fundador da cidade de Santana do Ipanema, além de ter recebido o cognome de milagreiro.
Indo à rua Alto da Pólvora, em busca das lendárias pedras e mais detalhes dessa história, conversei com dois idosos que ali moram desde sempre. Eles me contaram, de uma forma bem alegre, que possuem mais de duzentos anos de idade e nunca souberam dessa história. Sabem apenas que o nome Alto da Pólvora é devido a uma casa de pólvora que lá existia e acabou explodindo. No entanto, agora já sabem que sua rua também pode ser chamada de Ladeira do Poderoso.

 

"Aterro" com vista para o rio São Francisco - Barro Vermelho 

O que resta é a certeza de que o município do Penedo é encantador e cheio de coisas bacanas para contar e que nos convidam a uma viagem na imaginação...
E você, sabia da história da Ladeira do Poderoso ou tem algo para contar? Fique à vontade para comentar e obrigado pela leitura!
 

http://maistour.com.br/
Instagram: @maistour
Whatsapp: 82 99674-8900

Publicidade

  

 

Comentários comentar agora ❯

  • Tarcísio Marinho Muito boa a matéria, está de parabéns, saí de Penedo com 22 anos e nunca soube desse fato, bem interessante. Esse blog enriquece nosso conhecimento à cerca das curiosidades de nossa terra, que Deus ilumine cada vez mais para que preserve estimulado esse espírito de guerreiro!
  • Fabrício Muito obrigado pelo comentário, TARCÍSIO MARINHO! Que bom que gostou. Acredito que Penedo tem muita coisa bacana para mostrar. Abraço!
  • Lidiane Maria Encantada com cada descoberta!! Parabéns Fabrício Vasconcelos pela sua dedicação. Espero anciosa pela próxima viagem ao passado!!!
  • HELIO PALITO Parabéns pela matéria, uma visão especial, e vc Fabricio mostra que ama sua terra, amar Penedo não é preciso ser natiral, amar Penedo é gostar respeitar e acima de tudo falar das coisas boas de Penedo, em todo lugar tem coisas ruins. Va em frente vc merece.
  • Rafa Gaan Parabéns pelas pesquisas e por nos brindar com essas histórias.
  • Fabrício LIDIANE MARIA, fico muito feliz por saber que você vem acompanhando as postagens. Obrigado mesmo. Semana que vem tem mais. Grande abraço!
  • Fabrício HELIO PALITO, muito obrigado pelo apoio. Isso é fundamental para que as postagem continuem nessa linha. Um abraço!
  • Fabrício Muito obrigado pelo comentário, RAFA GAAN. Gosto muito desse feedback positivo. Abraço!