30 Agosto 2017 - 09:00

Banco de Leite Humano de SE funciona em endereço provisório

O Banco de Leite Humano (BLH) Marly Sarney, que antes funcionava no bairro José Conrado de Araújo, agora recebe gestantes e puérperas no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (Caism), localizado na Avenida Presidente Tancredo Neves, bairro Capucho, zona oeste de Aracaju. O novo endereço será mantido temporariamente, até que as obras de reestruturação no antigo espaço, anexo à Maternidade Hildete Falcão Baptista, sejam concluídas. As unidades são gerenciadas pelo Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Segundo a gerente local do BLH, Acácia Carvalho, no endereço provisório do banco já estão em funcionamento a sala de manejo e o espaço reservado para consultas pediátricas. As pacientes e os bebês poderão ser atendidos todas as segundas, terças e quartas-feiras no turno da manhã, as quartas também pela tarde e na sexta pela manhã. O horário de funcionamento é das 7h às 17h, sem intervalo para almoço. “No novo endereço do BLH uma equipe multiprofissional formada por enfermeiro, técnico de enfermagem e pediatra se mantém a postos, a fim de atender as necessidades de gestantes e puérperas. As visitas domiciliares para coleta de materiais das mães aptas a doarem leite humano continuam, conforme capacidade das mesmas e avaliação do pré-natal”, informou Acácia.

Follow Up

Também em funcionamento provisório no Caism, o ambulatório Follow Up continuará trabalhando com equipe multidisciplinar composta por médicos neonatologistas, oftalmologistas e neuropediatras, além de fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem. Esses profissionais atuam no âmbito da Política de Humanização Perinatal – assistência materno-infantil, garantindo o devido acompanhamento de bebês prematuros de alto risco, que nasceram na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL).

No novo endereço, o ambulatório Follow Up mantém atendimentos das 7h às 13h também sem intervalo para almoço. Os bebês assistidos pelo ‘Método Canguru’ têm preferência no Follow Up, porém, qualquer mãe que teve o parto realizado na Lourdinha pode procurar o ambulatório, principalmente as mães de bebês que nasceram na MNSL e foram diagnosticados com microcefalia.

Para obter mais informações sobre o funcionamento do BLH e do Follow Up, o usuário pode entrar em contato pelo (079) 3218 9424.

por Agência Sergipe

Comentários comentar agora ❯