17 Abril 2019 - 22:29

Secretaria de Turismo e Sebrae otimizam ações sobre o ‘Investe Sergipe’

A Secretaria de Estado do Turismo (Setur) e o Sebrae Sergipe se reuniram, na última terça-feira(16), para tratar sobre a articulação com parceiros e o cronograma de atuação do projeto denominado ‘Investe Sergipe’. Desenvolvido pelo Sebrae, ele propõe estimular o investimento público e privado na oferta turística na rota Aracaju e Canindé de São Francisco. A perspectiva é que, em breve, o estado passe a contar com dois novos circuitos ou roteiros turísticos, além de 90 pequenos negócios do setor com seus produtos e serviços aperfeiçoados.

De acordo com a analista do Sebrae, Bianca Farias, o ‘Investe Sergipe’ será uma oportunidade de impulsionar a competitividade dos pequenos negócios da cadeia produtiva do turismo no estado. “A ideia é trabalhar o turismo como um diferencial competitivo, por meio do artesanato, do agronegócio, de bares e restaurantes, de guias turísticos, dentre outros serviços. O projeto se baseia no fato do poder público e o setor privado possam atuar em parceria para oferecer um turismo de qualidade”, explica.

Para o secretário de Estado do Turismo, Manelito Franco Neto, a sociedade sergipana só tem a ganhar com a inciativa. “Não é de agora que a Setur está junto com o Sebrae atuando em diversas ações, sempre na ideia de assegurar o incremento no cenário turístico sergipano. Com certeza, este projeto irá fomentar a inovação e valorização dos nossos destinos”, afirma o gestor.

Projeto

O Investe Sergipe é fruto de um convênio entre o Sebrae Nacional, o Ministério do Turismo e a Embratur, com o intuito de gerar uma série de ações para fortalecer o turismo local, a exemplo da inovação do sistema de informações e canais de distribuição do produto turístico, gestão participativa da Rota Aracaju – Canindé de São Francisco, melhoria da competitividade nas micro e pequenas empresas do setor, dentre outras.

Segundo o diretor técnico do Sebrae, Emanoel Sobral, o projeto poderá estimular a abertura de novos mercados em Sergipe, a partir da inserção produtiva na cadeia local. “Este trabalho pretende fortalecer a governança participativa no desenvolvimento do setor, a partir de uma parceria contínua entre setor público e privado”, finaliza.

por Agência Sergipe

Comentários comentar agora ❯