12 Junho 2010 - 11:43

Polícias deflagram "Operação Vênus" em Simão Dias

Polícia Civil
Material Apreendido

Sete delegados e mais de 50 policiais civis e militares participaram na manhã desta sexta-feira, 11, da “Operação Vênus”, deflagrada em Simão Dias, centro-sul do estado, para combater o tráfico de drogas no município. Ao todo, foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão expedidos pelo juízo da comarca local. Sete pessoas foram presas na sede do município, sob a acusação de tráfico de drogas. As detenções aconteceram por volta das 5h.

De acordo com o delegado Jonathas Evangelista, chefe operacional da Copci, a operação foi planejada por conta das proximidades do Forró Fest, evento que acontece neste fim de semana, em comemoração ao aniversário de 120 anos da cidade. “Nós recebemos muitas denúncias de que traficantes da cidade iriam receber várias encomendas de crack e de maconha para serem comercializadas durante a festa”, explicou ele, acrescentando que estas drogas eram procedentes de Lagarto e de cidades do interior da Bahia.

Das quatro apreensões em flagrante, a maior delas ocorreu no conjunto Ivalda Matos, vizinho à delegacia de Simão Dias. O ex-presidiário José da Conceição de Sá, 38 anos conhecido como “Damásio”, foi preso por policiais militares do Grupo de Ações Táticas do Interior (Gati). Ele estava com 29 cigarros de maconha, um pacote contendo 150 gramas de maconha e três pedras de crack, em torno de 100 gramas. A polícia apurou que o acusado já foi condenado por tráfico de drogas e estava na liberdade condicional. A polícia também apreendeu uma pequena quantia de maconha e outras quatro pedras de crack.

Todas estas pedras, segundo o delegado Fábio Alan Pimentel, titular do município e coordenador da “Vênus”, são de tamanho médio ou grande e seriam quebradas em partículas pequenas que seriam vendidas aos viciados durante a festa. Pimentel também diz que as ações dos traficantes detidos são independentes entre si e, portanto, ainda não está caracterizada uma ligação entre os acusados, nem mesmo a existência de uma quadrilha.

O chefe da Copci cita também que a “Operação Vênus” é um desdobramento do Plano Estadual de Combate ao Crack, lançado na terça-feira passada pelo Governo de Sergipe. “Nos já vínhamos desenvolvendo um firme trabalho de combate ao tráfico de drogas, aumentando as investigações e as prisões. Com o lançamento deste plano, que traz um maior engajamento neste combate, o secretário da Segurança Pública determinou que estas ações da polícia fossem intensificadas”, disse Jonathas.

A operação foi deflagrada pela Delegacia de Polícia de Simão Dias, com apoio da Coordenadoria de Polícia do Interior (Copci), do Gati, do Departamento de Narcóticos (Denarc), da 3ª Companhia do 7º Batalhão (3ª Cia/7º BPM) e das delegacias de Boquim, Umbaúba, Indiaroba e Regional de Lagarto. Os cães farejadores do Denarc e do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) também foram utilizados nas buscas policiais.

por Ascom/SSP-SE

Comentários comentar agora ❯