12 Maio 2017 - 10:43

Hall da Biblioteca Epifânio Dória recebe exposições de Artes Visuais

Assessoria
Mostras foram selecionadas através do Edital de Ocupação, promovido pelo Governo do Estado

O hall de entrada da Biblioteca Pública Epifânio Dória foi transformado no Espaço Cultural Leonardo Alencar e receberá três exposições individuais ao longo deste ano. As mostras foram selecionadas através do Edital de Ocupação do Foyer da Biblioteca de 2017, promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretária da Cultura (Secult).

A primeira mostra, marcada para o dia 16 de maio, às 19h30, trará o artista plástico Daniel Pinheiro, com “Fallen”, uma fotoinstalação que aborda o atentado de 11 de setembro de 2001 ao edifício World Trade Center. O tema será exibido através de 50 imagens em que os personagens retratados mergulham em queda livre simbolizando as pessoas que saltaram ou foram lançadas do edifício.

O Espaço Leonardo Alencar irá receber mais duas exposições ao longo do ano: a do sergipano Fábio Sampaio e a da mineira Renata Laguardia. O acesso às mostras é gratuito e estará aberto no horário de funcionamento da Biblioteca Pública Epifânio Dória, que fica localizada na Rua Vila Cristina s/n.

Edital

O Edital de Ocupação do Foyer é uma ampliação da política referente à ocupação da Galeria J. Inácio, que já realiza exposições neste formato desde 2016. Para a ocupação, o hall foi transformado em Espaço Cultural Leonardo Alencar, através da Portaria Nº72/2016, e adaptado para receber as obras de arte.

A intenção dos editais é promover a ocupação dos espaços de maneira democrática, visando estimular a produção emergente em artes em âmbito nacional, além de oferecer ao público o acesso às expressões artísticas. Todas as exposições são financiadas com recursos do Fundo de Desenvolvimento Cultural e Artístico (Funcart).

Daniel Pinheiro

Mineiro de Belo Horizonte, Daniel Pinho, formou-se em Comunicação Social antes de iniciar seus trabalhos artísticos na Europa. A partir de 2011, viveu na Itália onde realizou seu mestrado em fotografia na Academia de Belas Artes Bologna. Em 2003, conquistou uma bolsa para cursar especialização em fotografia na cidade de Düsseldorf, na Alemanha, período em que teve contato com artistas contemporâneos e desenvolveu importantes projetos. Já participou de 15 exposições, sendo duas individuais e as demais coletivas, e foi premiado no Festival Camelo de Arte Contemporânea 2016, em Belo Horizonte.

por Agência Sergipe

Comentários comentar agora ❯