12 Janeiro 2018 - 09:55

Secretário faz entrega simbólica de coletes, carabinas e espargidores a servidores

“Estamos cumprindo a nossa missão de oferecer melhores condições de trabalho para os nossos agentes e guardas prisionais que, tão bem, atuam no sistema penitenciário sergipano”. Estas palavras são do secretário de Justiça e Defesa do Consumidor, Cristiano Barreto, que, hoje, 11, pela manhã, no gabinete, entregou simbolicamente 400 coletes à prova de bala, 74 carabinas e 100 espargidores à categoria. Pela primeira vez, em toda a sua história, os agentes e guardas passam a ter coletes próprios. Anteriormente, eles recebiam doações deste material de outros organismos de segurança, alguns deles próximo a vencer.

“Com estes novos coletes, os agentes e guardas terão cinco anos de proteção”, explicou Cristiano, referindo-se ao prazo de validade destes equipamentos, recentemente adquiridos, fruto de um investimento de R$ 493.600,00, com recursos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen). Os coletes foram entregues por Cristiano Barreto ao diretor do Departamento do Sistema Penitenciário (Desipe), Agenildo Júnior.

Também foram entregues 74 carabinas calibre 12, um investimento de R$ 338.574,42, que serão distribuídas nas nove unidades prisionais a critério do Desipe. As armas foram entregues por Cristiano ao vice-diretor do Desipe, Hélio Matheus de Oliveira Santos.

Os espargidores foram recebidos pelo diretor do Gope (Grupo de Operações Penitenciárias Especiais), Sérgio Varjão, das mãos de Agenildo Júnior. Coube ao coronel Reinaldo Chaves, assessor especial da Sejuc, entregar outro lote de espargidores ao diretor do GTOP (Grupo Tático de Operações Prisionais), Jailton Lima Santana.

Todo material entregue faz parte de um investimento total de R$ 12 milhões, cifra essa também utilizada na compra de escâneres corporais (body scan), dentre outros equipamentos. 

por Agência Brasil

Comentários comentar agora ❯