11 Setembro 2017 - 20:26

Feira de Cultura e Arte atrai turistas e comunidade do sertão

A ‘Feira de Cultura e Arte do Alto Sertão’ movimentou a nova orla de Canindé de São Francisco, na última sexta (dia 08). Turistas de Pernambuco, Alagoas, Bahia e da região metropolitana de Sergipe aproveitaram o final de semana prolongado, invadiram o sertão sergipano, e puderam se deliciar com as comidas típicas, assistiram às apresentações folclóricas e conheceram o artesanato de qualidade.

A iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Turismo, movimentou a cidade de Canindé e mostrou o melhor da nossa cultura sertaneja. “O que pretendemos com Feira é promover meios para a atração dos turistas, fazendo com que ele fique mais dias em nosso estado, conheça as maravilhas que o nosso sertão possui e, principalmente, gerar renda para as comunidades”, explicou o secretário de Estado do Turismo, Fábio Henrique.

Para o chefe de cozinha Timoteo Domingos, que utiliza a flora e a fauna do sertão para criar seus pratos, a Feira é uma forma importante de divulgar o seu trabalho. “Já fui para vários programas de Tv no Brasil, participei de várias feiras, mas tinha que apresentar em minha terra, para ser valorizado também aqui. Esse é um momento importante para vender nossos produtos, porque não tínhamos um espaço como esse”, defendeu Timoteo.

Turistas

Eram pouco mais das 19h, quando foram dados os primeiros acordes da sanfona. O triangulo e a zabumba também soaram em tom agitado e, de imediato, casais começaram a animar a pista, ao som do tradicional forró. Quando menos esperavam, lá apareceram os cangaceiros de Poço Redondo e fizeram um espetáculo de xaxado. Era o que faltava para encantar mais a noite.

Para a turista Ednalva Machado, de Olinda, foi muito bom encontrar um evento como esse. “Fiquei surpresa e adorei a apresentação do xaxado. Nunca imaginei encontrar um lugar tão aconchegante, à margem do São Francisco. Isso faz parte do nosso Nordeste, é a nossa cultura que está esquecida pela juventude”, disse Ednalva, encantada com tudo que viu.

Em uma excussão de Pernambuco, a professora Maria José Freitas, de Recife, entrou no clima do forró e detalhou que tradições como essa precisam encontrar mais espaço. “Aqui, comi coisas da nossa região, fiquei encantada com a renda de bilro e agora me encontrei com essa apresentação. Isso aqui é cultura e tradição vivos, em pleno espaço público, é exatamente isso que temos de resgatar”, defendeu a professora. 

Outros municípios

Para a comerciante Maria José Brás, que também é aluna dos cursos de capacitação promovidos pelo Prodetur, a realização de um evento para atrair pessoas para a nova orla era apenas um sonho. “Nunca imaginei que teríamos um momento tão importante quanto esse. Esse foi o primeiro dia e já teve esse movimento todo, imagine quando a Feira ficar conhecida. Os turistas estão chegando, as pessoas das cidades vizinhas também; nós estamos de parabéns”, declarou Maria José, muito contente com o resultado.

A Feira de Cultura e Arte do Alto Sertão acontecerá todas as sextas-feiras, das 16h às 22h, na Nova Orla de Canindé de São Francisco, e contará sempre com feirinha de artesanato, apresentações culturais; além da culinária local. “Já estão participando artesão e grupos culturais das cidades de Canindé de São Francisco, Nossa Senhora da Glória e Poço Redondo. Mas esse raio de atuação será ampliado para os outros municípios, de acordo com a avaliação dos profissionais que estão fazendo o levantamento do artesanato de qualidade”, disse Fábio Henrique.

A Feira é realizada pela Secretaria de Estado do Turismo, com investimentos do Prodetur; pela Prefeitura de Canindé de São Francisco, e pela ASCOC. E contará com o apoio do SEBRAE, do Portal de Reservas, MFTUR, WB e das prefeituras do alto sertão. O Banese Card também entrou na parceria e distribuiu kits de apoio para os quiosques, com porta-cervejas, toalhas, sombreiros e camisas. 

por Agência Sergipe

Comentários comentar agora ❯