21 Maio 2010 - 00:12

Policiais pedem apoio de Renan para votar PEC

Agência Senado
Senador Renan recebeu lideranças dos policias em seu gabinete

Policiais militares de vários estados brasileiros recorreram ao senador Renan Calheiros para uma nova rodada de discussão e esclarecimentos sobre a tramitação da proposta de criação do piso salarial da categoria.Recebidos no gabinete da liderança do PMDB do Senado, nesta quinta-feira, 20, os dirigentes da Associação Nacional dos Soldados e Praças (Anaspra) ouviram orientações do senador, no sentido de poderem avançar na aprovação de suas reivindicações, dentro da Câmara dos Deputados, onde a matéria encontra-se em discussão.

A criação do piso nacional de salários para policiais militares, civis e bombeiros militares já foi aprovada em dois turnos no Senado Federal, em memorável esforço parlamentar, que encurtou prazos e sessões para a completa discussão da PEC de Renan. Na Câmara, a emenda foi acoplada à outra, de iniciativa dos deputados, mas com diferenças fundamentais para sua correta tramitação, o que impediu que a proposta seguisse até o segundo turno de votação.

Renan lembrou aos policiais que nunca houve, no Congresso Nacional, um caso em que, iniciada a votação de uma matéria, deixasse de ser concluída, como ocorreu com a emenda aglutinativa (resultado da junção das PECs 41 e 300), justamente as que propõem a criação do piso salarial para os policiais e bombeiros.

Celeridade

O líder do PMDB orientou os policiais a concentrarem todos os esforços para a conclusão da votação da matéria na Câmara dos Deputados. Renan garantiu aos policiais que fará tudo que for necessário para pedir ao presidente da Câmara, deputado Michel Temer (PMDB-SP), a conclusão da votação da matéria que beneficia mais de 700 mil famílias de policiais em todo o Brasil.

O vice-presidente da Anaspra, Pedro Queiroz, chefiou a caravana dos policiais que estiveram com Renan representando os estados de Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Alagoas.
 

por Assessoria

Comentários comentar agora ❯