16 Agosto 2010 - 15:33

Justiça afasta prefeito de Novo Lino e autoriza posse de vice

Municípios Alagoanos
MPE denunciou e a Justiça constatou fraude em licitação do prefeito Everaldo Barbosa

Após ingressar com uma Ação Civil Pública por Improbidade Administrativa, o Ministério Público Estadual (MPE) conseguiu o afastamento imediato do prefeito de Novo Lino, José Everaldo Alves Barbosa (PMN). As investigações iniciais do MPE constataram um desvio de R$ 990 mil nas fraudes de licitações. A Justiça autorizou ainda a posse do vice-prefeito, Jodival Monteiro.

A decisão do juiz Ney Alcântara foi tomada nesta segunda-feira, 16, três dias após a execução de um mandado de busca e apreensão de documentos na prefeitura. De acordo com o promotor de Justiça Jorge Bezerra, a Ação Civil Pública foi resultado de uma investigação que apontou um esquema fraudulento que envolvia 11 empresas, todas beneficiadas de alguma forma nas licitações do município.

O golpe contava com a participação de seis servidores municipais, entre eles, o procurador-geral do município de Novo Lino, Jadson Coutinho, todos também judicialmente afastados. A Justiça suspendeu ainda todos os contratos, inclusive os pagamentos. Em alguns casos, os serviços eram contratados sem que a comissão de licitações fosse avisada ou até existiam contratos em branco, já assinados pelo prefeito. “São fraudes grotescas, que lesam não apenas o serviço público, mas o cidadão em geral”, afirmou o promotor Jorge Bezerra.

por Fernando Vinícius

Comentários comentar agora ❯