15 Março 2010 - 10:05

Jackson diz que Déda faz governo ético e convoca aliados para a reeleição

Durante a posse do novo presidente estadual do PT em Sergipe, o vice-prefeito de Aracaju, Sílvio Santos, o deputado federal Jackson Barreto (PMDB) fez um discurso que foi muito elogiado e aplaudido pelos petistas e aliados presentes. Em sua fala Jackson convocou os aliados a trabalhar pela reeleição do governador Marcelo Déda e cobrou lealdade.

Jackson afirmou que a hora era de se preocupar e priorizar a eleição para governador, e que não existe motivos para preocupação, colocando a disputa por vagas na Câmara Federal e na Assembléia Legislativa à frente do tema principal: a reeleilção.

O deputado chamou os aliados à responsabilidade e destacou a importância do projeto de reeleger Marcelo Déda para o governo do Estado: “Este governo é um governo que tem obras, mas acima de tudo, tem ética. Ninguém nesse Estado pode levantar a bandeira da ética da mesma forma que Marcelo Déda faz. O contrário disso é uma quadrilha que quer governar o Estado”, disse Jackson.

Jackson tem 93% de assiduidade na Câmara Federal

Após reportagem publicada no JORNAL DA CIDADE, sobre a assiduidade dos parlamentares sergipanos, o deputado federal Jackson Barreto (PMDB) realizou, com base em dados oficiais da Câmara Federal, um levantamento preciso sobre a sua presença nas sessões deliberativas do parlamento federal. Os dados revelaram que Jackson possui assiduidade de 93% no Congresso Nacional.

O deputado sergipano esteve presente a 81% das sessões deliberativas - aquelas onde há votação – e contabilizou sete faltas justificadas. Com as ausências devidamente justificadas, conforme recomenda o regimento interno da Câmara dos Deputados, Jackson registrou 93% de assiduidade.

“As poucas faltas que tive foram justificadas. Em três delas me submeti a tratamento de saúde. Duas vezes fui ao dentista, com fortes dores, e uma fui ao médico. Nas demais ausências eu estava representando a Câmara ou participando de eventos políticos em Sergipe”, explicou Jackson.

por Assessoria

Comentários comentar agora ❯