14 Abril 2017 - 08:44

“A quem serve essa perseguição?”, indaga Renan Calheiros ao repelir acusações

Reprodução
O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) se defendeu através de vídeo publicado em seu Facebook

O senador Renan Calheiros, líder do PMDB no Senado, usou suas redes sociais para se defender das acusações que vieram à tona após a divulgação do nome das pessoas que tiveram a abertura de inquéritos autorizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) com base nas delações da Odebrecht.

No vídeo publicado nesta quinta-feira, 13 de abril, demonstrando tranquilidade, o parlamentar alega ser inocente e acusa da Procuradoria de querer criminalizar doação legal.

"Mais uma vez a Procuradoria me investiga tentando criminalizar doação legal a pretexto de obra cuja gestão é de governo adversário. Eu confio na justiça. A chance de ter me favorecido é zero", declarou o senador alagoano.

Em outro trecho do vídeo, o peemedebista deixa uma pergunta no ar: “a quem serve esse abuso? A quem serve essa perseguição?” e reafirma que por confiar na Justiça tem convicção de que essas denúncias serão arquivadas, assim como aconteceu outras vezes.

 "As minhas contas são auditadas desde 2003, não há um centavo ilegal. O meu patrimônio é compatível e eu não tenho conta no exterior. Essas denúncias serão arquivadas por falta de provas, por falta de materialidade”, acrescentou.

Veja o vídeo na íntegra:

por Redação

Comentários comentar agora ❯

  • Aline Seria cômico, caso não fosse trágica essa situação! Ainda tem gente que apoia esse tipo!