08 Fevereiro 2010 - 16:57

Prefeitos, Vice-Prefeitos e Vereadores do PSB querem discutir alianças

A maioria dos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores do PSB, junto com dirigentes partidários de 20 municípios alagoanos, encaminharam um requerimento à Comissão Executiva Estadual do partido pedindo a imediata realização de um encontro de lideranças socialistas para debater as alianças políticas para as eleições deste ano. Exigem, também, o “reconhecimento imediato do Congresso legítimo do PSB de Maceió, cessando as divergências públicas”.

A presidenta do PSB, Kátia Born, recusou-se a receber o documento por duas vezes – primeiro, através de sua assessoria; depois, pessoalmente, no início da reunião da Comissão Executiva Estadual – apesar do documento ser dirigido a ela. Foi preciso a 1ª secretária, Hélia Coelho da Paz, receber o documento, encaminhado pelo secretário estadual da JSB, Ismar Júnior. Apesar disso, Kátia ainda impediu a sua leitura na reunião, argumentando que “não constava na pauta”.

Entre os subscritores do documento estão os prefeitos de Rio Largo, Toninho Lins; de Piaçabuçu, Dalmo Santana Junior, e de Paulo Jacinto, Marcos Lisboa. Além desses, quatro entre os cinco vice-prefeitos eleitos pelo PSB também fazem a mesma reivindicação, junto com 20 vereadores do interior do Estado, e outros 20 dirigentes municipais.

“Nenhum dirigente contatado recusou-se a assinar”, afirma Ismar Júnior. “Mas não pudemos ir a todos os lugares. Não tivemos nem acesso aos nomes e endereços de todos os Diretórios e Comissões Provisórias”.

O documento afirma que “é necessário democratizar a participação interna nas discussões sobre a linha política” do PSB, fortalecendo sua unidade e “renovando suas lideranças, com flexibilidade”. Exige, ainda, “maior atenção aos companheiros do interior do Estado, além de redobrado cuidado para tomar definições para as eleições de 2010”.

Por isso, quer a realização de um encontro do PSB de Alagoas no início deste ano, com ampla participação de seus deputados (estaduais e federal), prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e presidentes de Diretórios e Comissões Provisórias. Ressalta, ainda, a importância do “reconhecimento imediato do Congresso legítimo do PSB de Maceió, cessando as divergências públicas”.

Os prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e dirigentes querem ainda “transparência nas informações sobre acordos e alianças políticas para 2010, que devem contar com a aprovação do conjunto partidário”.

“Apesar da hostilidade da Kátia, vamos continuar o trabalho de contatar e informar o que se passa no PSB a todos os companheiros”, garante o secretário da JSB.

por Redação com Assessoria

AquiAcontece.com.br © 2016 - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do AquiAcontece.com.br.