03 Agosto 2010 - 22:04

Vídeo: Collor faz pronunciamento rebatendo jornalista da Istoé

Agência Senado
Senador Fernando Collor falou sobre matéria publicada na revista Istoé

Na edição de 23 de julho, a revista IstoÉ publicou matéria intitulada "Onde estão os fichas-limpas?" noticiando que o candidato ao governo de Alagoas, senador Fernando Collor (PTB-AL), não conseguiu todas as certidões exigidas pela justiça e, portanto, poderia ter sua candidatura impugnada. Em pronunciamento realizado na tarde desta terça-feira (3), o senador negou a veracidade da informação e exibiu, em Plenário, 12 certidões de "nada consta" expedidas por órgãos do judiciário federal e de Alagoas.

Segundo o senador, o título da matéria "Onde estão os fichas-limpas?" - induz o leitor a erro de interpretação. Fernando Collor acrescentou que o texto, assinado pelo jornalista Hugo Marques (a quem ele se referiu como Bruno Marques) desvirtua informações relativas à falta de certidões na Justiça como impeditivo de sua candidatura.

- Trata-se de apuração errônea do dito repórter, ou mesmo não efetuada como recomenda a boa prática jornalística. Todas as exigências da Justiça Eleitoral foram atendidas, conforme aqui comprovo, mostrando, uma a uma, todas as certidões já devidamente entregues - afirmou Collor antes de exibir e ler o nome de cada órgão que expediu certidão de nada consta em seu nome.

Fernando Collor disse que o jornalista, além de não ter cumprido as regras de uma boa reportagem, infringiu a lei quando divulgou, sem autorização, conversa telefônica de cunho particular que manteve com o senador. O repórter teria também ignorado o início do diálogo e divulgado para a mídia apenas parte da conversa, para assumir o papel de vítima.

Ao lembrar que o Congresso está apreciando proposta de emenda Constitucional que restabelece a obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão de jornalista, Collor comentou que o caso comprova que o diploma não garante o bom exercício profissional. Nesse sentido, opinou, a PEC apenas criaria uma reserva de mercado.


 

por Redação com Agência Senado

Comentários comentar agora ❯

  • Anti-COLLOR ........U R G E N T Í S S I M O! ! ! !................ VACINE-SE LOGO, SENÃO...ESTAREMOS LASCADOS!!! PIOR QUE A H1N1... AGIRÁ QUATRO ANOS E VEM FORTALECIDO COM A VINGANÇA GUARDADA! EVITE TOCAR O NÚMERO DELE!!! REPASSEM..., NÃO PODEMOS NOS CONTAMINAR!!! COLLOR PRA GOVERNADOR! DE NOVO NÃO. ERRAR E HUMANO , MAIS ERRAR DUAS VEZES A MESMA COISA, É BURRICE.