01 Abril 2017 - 10:13

Dyogo Oliveira é efetivado como ministro do Planejamento

Após dez meses como ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira foi efetivado no cargo pelo presidente Michel Temer. Em nota, Temer diz esperar que Oliveira “mantenha seu empenho na busca dos objetivos do governo rumo ao progresso do país”.

Oliveira assumiu a pasta interinamente em maio do ano passado com a saída do então ministro Romero Jucá, que deixou o cargo após a divulgação de uma gravação em que ele criticava a Operação Lava Jato em conversa com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado e defendia um pacto para “estancar a sangria”.

Natural de Araguaína (TO), Dyogo Oliveira é economista, mestre em ciências econômicas pela Universidade de Brasília (UnB) e especialista em políticas públicas e gestão governamental pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

De 2000 a 2005, Oliveira desempenhou diversas atividades na Secretaria de Tecnologia Industrial do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. De 2006 a 2007, foi coordenador-geral de Análise Setorial, inicialmente, na Secretaria de Acompanhamento Econômico e, posteriormente, na Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda.

De 2008 a 2011, Oliveira atuou como secretário adjunto na Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda. Em seguida, de 2011 a 2014, ainda na Fazenda, ocupou os cargos de secretário executivo adjunto e secretário executivo interino.

Em janeiro de 2015, foi nomeado como secretário executivo do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. De janeiro de 2016 até maio, atuou como secretário executivo do Ministério da Fazenda.

por Agência Brasil

Comentários comentar agora ❯