10 Março 2018 - 11:30

SSP incinera quase três toneladas de drogas apreendidas em Alagoas

Assessoria
Quase três toneladas de drogas foram incineradas pela Segurança Pública

Quase três toneladas de drogas, que foram apreendidas durante operações policiais em Alagoas em 2017, foram incineradas, na manhã desta sexta-feira (09). O material foi apresentado à imprensa na Academia da Polícia Militar Senador Arnon de Melo (APMSAM), no bairro do Trapiche.

Maconha, crack, cocaína e algumas substâncias sintéticas, que totalizam 2,7 toneladas, foram encaminhadas a uma usina, localizada em Marechal Deodoro, para que os agentes policiais realizassem a incineração. Parte das drogas apreendidas ano passado já haviam sido descartadas no local onde foram apreendidas, em um terreno localizado em Delmiro Gouveia. Na ação, foram apreendidas mais de duas toneladas de pés de maconha.

A apresentação do material a ser incinerado foi acompanha por comandantes de batalhões da Polícia Militar da capital, agentes do Tigre, Asfixia, e do sub comandante-geral do Corpo de Bombeiros de Alagoas, coronel Paulo Marques. Já a incineração do material foi comunicada ao Ministério Público do Estado, Vigilância Sanitária e Instituto de Criminalística (IC).

O delegado Gustavo Henrique, da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (DRN), disse que nos últimos três anos o número de apreensões de drogas e de prisões por tráfico de drogas cresceu consideravelmente. Até 2014 se apreendia em média 1,5 tonelada de drogas por ano. Em 2015 e 2016 as apreensões giraram em torno de 3 toneladas e no ano passado esse número duplicou.

“Atribuo esse crescimento de apreensões a política de segurança pública que temos adotado, com a integração das forças policiais do Estado. Sem essa união resultados tão expressivos como este não seriam possíveis. Alagoas vive um momento que serve de exemplo para o resto do país, todas as polícias unidas pensando no bem estar da população do Estado”, afirmou.

O delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira, disse que a incineração recorde é um resultado bastante positivo do trabalho de combate ao narcotráfico que tem sido desenvolvido no Estado, principalmente por ser considerado um duro golpe ao crime organizado.

O secretário da Segurança Pública, Lima Júnior, afirmou que esta é a maior apreensão de drogas já feita em Alagoas e é fruto do trabalho integrado entre as polícias Civil e Militar, com apoio das agências de Inteligência e também de denúncias realizadas pela população por meio do 181 Disque-Denúncia.

“É de fundamental importância o fortalecimento desse combate até porque o tráfico está muito ligado aos homicídios, nossa principal meta de combate no Estado”, completou.

por Redação com Assessoria

Comentários comentar agora ❯