07 Dezembro 2017 - 07:07

União de forças policiais alagoanas dá mais um baque no comércio ilegal de drogas

Assessoria
Entorpecentes apreendidos durante a ação

Três meses de investigação resultaram na apreensão de 50 quilos de maconha escondidos na parte alta de Maceió. Uma operação em conjunto foi montada entre policiais civis e militares, com a participação de um cão farejador. A ação policial aconteceu nesta terça-feira (6).

O Núcleo de Inteligência da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (DRN) descobriu que, na última segunda-feira (4), Jonathan da Silva Tenório, vulgo Neguinho, 20 anos, havia recebido o material ilícito e que uma grande quantidade de drogas estava escondida numa mata na Grota do Mucambo, no bairro Benedito Bentes.

Com as informações, foi montada uma operação, com a participação de policiais da DRN, do 1º Batalhão de Polícia Militar, da inteligência do Comando de Policiamento da Capital (CPC) e canil do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE). O grupo coordenado pelo titular da DRN, delegado Gustavo Henrique, encontrou 50 quilos de maconha escondidos em sacos, por baixo de galhos de árvores, próximo a um córrego na mata.

Jonathan, o acusado de receber a droga, estava no local e conseguiu fugir pela mata quando avistou os policias.

“Neguinho era o administrador da boca de fumo que pertence a um indivíduo, já identificado, mas que não terá o nome revelado no momento por uma questão de estratégia de investigação”, explicou Gustavo Henrique.

A investigação continua e o propósito é prender Jonathan, seu chefe, e outros possíveis membros do grupo.

por Redação com Assessoria

Comentários comentar agora ❯