04 Setembro 2019 - 08:57

Dívidas foram motivo para amigo de infância torturar e matar comerciante em Coruripe

Reprodução
Allan e Willames tinham dívidas com a vítima

No dia 19 de agosto um comerciante que trabalhava vendendo produtos de porta em porta em Coruripe foi espancado, esfaqueado e queimado. Dias depois, Valcir Leite Tenório não resistiu aos ferimentos e morreu no HGE. Antes de entrar em óbito, o homem contou detalhes do crime à polícia.

Para o delegado responsável pelo caso, Gustavo Pires, Valcir Leite, de 37 anos, revelou que foi abordado por dois homens ao passar por uma lombada em Feliz Deserto. Depois de ser espancada, a vítima se fingiu de morta. A dupla então fugiu do local sem levar nenhum pertence dele.

Valcir chegou a dizer também que um dos responsáveis pela tortura foi um velho amigo, Willames França da Silva. Willames e Allan Chrystian da Silva tinham dívidas com a vítima.

Segundo o delegado, as investigações localizaram notas promissórias na residência de Valcir, que comprovam a falta de pagamento. Uma delas constava que Allan Chrystian tinha uma dívida de R$ 350 com a vítima e teria entregue uma nota e uma motocicleta como garantia de pagamento.

Baseado no depoimento da vítima, gravada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Coruripe, nas notas promissórias encontradas e no depoimento de familiares do empresário, a Polícia Civil decidiu indiciar a dupla. Willames e Allan são considerados foragidos.

por Redação

Comentários comentar agora ❯